Polícia
Perturbação no Cariri
Internauta de Tarrafas reclama contra paredões de som perturbando o sossego público
Por:
Repórter Demontier Tenório
Em 19/07/2019 às 11:00

Internauta de Tarrafas reclama contra paredões de som perturbando o sossego público (Foto: Reprodução)

Compartilhar

O internauta do Site Miséria, Esdras Ferreira, enviou e-mail à redação desse portal de notícias reclamando contra os paredões nas portas do bares em Tarrafas na região do Cariri. Segundo ele, uma prática comum que começa por volta das 20 horas de sexta-feira e, normalmente, se estende até às 7 horas de sábado. Depois, alguns retomam o barulho na tarde de sábado e do domingo quando vão até às 22 horas.

De acordo com o reclamante, em muitos casos o barulho do som alto faz tremer as janelas dos vizinhos perturbando o sossego público e incomodando, principalmente crianças e idosos. Esdras defende uma fiscalização por parte do poder público em nome da qualidade de vida das pessoas lembrando que se trata de uma contravenção penal e pede ainda a ajuda do Destacamento Militar de Tarrafas.

O problema dos paredões é recorrente em vários municípios do Cariri e a polícia tem procurado combater. Recentemente, denúncias de som alto no Parque do Povo no Centro de Lavras da Mangabeira levou uma patrulha da PM ao local quando os policiais mandaram desligar todos os paredões. Só que, minutos depois, surgiram novas reclamações e os PMs ali retornaram abordando o dono de uma caminhonete Hilux de cor preta e placas HYY-4278, inscrição do Ceará.

Segundo a polícia, o proprietário Marcos Caldas, de 24 anos, desceu do carro apresentando visíveis sinais de ter feito uso de bebidas alcoólicas e este foi conduzido até à Delegacia de Polícia Civil. Na caminhonete um som possante com quatro autos falantes, cornetas e twits também levados à delegacia. Já em Juazeiro muitas são as reclamações contra abusos de som alto praticados por igrejas evangélicas, principalmente nos ensaios das bandas num verdadeiro desrespeito aos vizinhos.

Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Vapt-Vupt de Juazeiro completa cinco anos e já atendeu 2,3 milhões de pessoas. Como você avalia o atendimento?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor