Polícia
Segurança pública
"Acabar a gente não vai", diz André Costa sobre facções no CE mesmo com redução de homicídios
Em 14/08/2019 às 15:40

André Costa tem tido resultados com consistência, após péssimos números no início (Foto: Reprodução)

Compartilhar

O secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, André Costa, afirmou que não é possível extinguir as facções atuantes no Estado. No entanto, o objetivo das ações governamentais é atrapalhar a ação dos grupos e continuar reduzindo o número de homicídios. “Acabar a gente não vai acabar, o que precisamos é dificultar a ação deles”, disse André em entrevista à Rádio O POVO CBN. O Ceará registra queda nos índices de assassinato pelo 16º mês seguido. Segundo o secretário, é a menor taxa de homicídios da década.

Para o secretário, os índices podem ser atribuídos a três eixos trabalhados pelo governo: a prevenção social, como investimento em educação e esporte, o trabalho de Mauro Albuquerque à frente da Secretaria da Administração Penitenciária e a contratação de mais policiais civis e militares nos últimos anos. Ele explica que as ações em segurança pública demoram a surtir efeito, por isso somente agora os dados estão mostrando diminuição de roubos, homicídios e outros crimes.

“O problema é que nos estados brasileiros sempre ficam correndo atrás do crime. O crime age e aí o estado se organiza para reagir”, avalia André. O secretário explica que os investimentos do Ceará em tecnologia e big data tem permitido o acompanhamento da evolução do crime e a criação de estratégias de enfrentamento. “Não tem outro caminho”, disse.

Fonte: O Povo

Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Vapt-Vupt de Juazeiro completa cinco anos e já atendeu 2,3 milhões de pessoas. Como você avalia o atendimento?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor