Quarta-feira
13 de Dezembro de 2017
Publicidade
Publicidade
Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017
Publicidade
Publicidade
Revitalização
Obras do centro histórico de Barbalha finalizam neste mês
As 20 ruas recebem novo calçamento e sinalização para fortalecer o turismo. Rua Neroly Filgueira tem o asfalto substituído por paralelepípedo (Foto: Elizângela Santos/Diário do Nordeste)
Em 14/08/2012 às 06:10

Por Elizângela Santos
 

As obras de revitalização do centro histórico deste Município deverão ser finalizadas até fim deste mês. A segunda etapa dos serviços começa nos próximos dias, com a sinalização das 20 ruas que estão recebendo nova pavimentação em paralelepípedo. O intuito padronizar as áreas mais antigas da cidade, com valorização desses espaços.

Barbalha tem o patrimônio arquitetônico mais preservado da região, com 44 casas inventariadas, formando um conjunto de edificações que foi incluído há cerca de dois anos no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) das cidades históricas, do Governo Federal, mas, até o momento, não houve liberação por meio desse projeto para aplicar no centro. A obra está desenvolvida por meio da Secretaria das Cidades, em parceria com o Banco Mundial, com investimentos de mais de R$ 1,3 milhões.

Iniciada em março deste ano, a previsão era de entregar as ruas calçadas e com a sinalização em 120 dias. De acordo com o secretário de Infraestrutura e Obras da cidade, Magno Silva Coelho, o inverno foi o principal motivo do atraso. A previsão, segundo ele, era entregar todas as ruas pavimentadas e sinalizadas até a tradicional Festa de Santo Antônio, realizada em junho.

Terceira etapa

De acordo com o secretário, a meta agora é partir para uma terceira etapa da obra. Ele afirma que esta não estava inserida nessas primeiras etapas. A padronização das calçadas e a inclusão de acessibilidade para os deficientes, com rampas, deverá ser realizada pelo menos na Rua do Vidéo, uma das mais antigas da cidade de Juazeiro. O andamento das obras no centro acabou gerando vários transtornos para os moradores e quem trafegava pelo local. Magno Coelho afirma que, para minimizar esses problemas, foi realizada uma campanha de conscientização junto aos moradores, com a equipe da Ação Social.

"Tentamos dialogar com o povo e acredito que serviu para minimizar esse constrangimento junto a maioria das pessoas, que devem compreender essa situação", afirma ele. Entretanto, nem todas as pessoas ficaram satisfeitas com o encaminhamento e afirmam que não houve um planejamento mais eficaz para que a população não fosse tão atingida.

Transtorno

Um dos moradores da cidade, o ex-segurança Fernando Vieira, deficiente físico, teve que sair nos braços dos trabalhadores para chegar até um cartório da cidade. Disse que, pelas suas condições, não tinha como transitar em vários pontos da cidade e que, se tentasse passar, poderia sofrer um acidente. "Ainda bem que já estão terminando, mas é necessário pensar mais na população antes de realizarem uma obra desse porte", afirma.

Já o mototaxista José Roberto Félix da Silva fala que a obra de revitalização trará benefícios para a cidade, mas que teve que passar por vários transtornos, em virtude de seu trabalho no centro. "É importante que se restaure o centro, mas a cidade como um todo também precisa de um melhor tratamento", diz ele.

Mesmo com várias edificações históricas, Barbalha tem apenas dois prédios tombados pelo Conselho Estadual do Patrimônio Histórico e Arquitetônico do Ceará (Copac), o Casarão Hotel, na Rua da Matriz, no centro da cidade e o Palácio 3 de Outubro. Atualmente, o Casarão Hotel abriga a Secretaria de Cultura. O prédio deverá passar por uma reforma, com supervisão do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A cidade é detentora de um dos mais belos centros históricos da região. Seus casarões remontam à época do Império. O trabalho de conscientização para a preservação dos prédios tem sido permanente no local. A maioria dos prédios vem sendo preservada na cidade, por iniciativa dos seus próprios moradores. O Centro Histórico de Barbalha começa no Largo do Rosário, onde está a Igreja Nossa Senhora do Rosário, uma das mais antigas da cidade, que recentemente passou por uma recuperação, e vai até a Matriz de Santo Antônio e outras ruas da cidade.

As obras de recuperação envolve ruas como a Totonho Filgueira, Pero Coelho, Edmundo de Sá Sampaio, Neroly Filgueira, 14 de Maio, Padre Ibiapina, Umarizeira, Nézinho de Sá, Ruas 12, 13 e 14, Princesa Isabel, Santos Dumont, 7 de Setembro, Major Sampaio, Divino Salvador e Pátio da Igreja do Rosário, Rua do Vidéo, entre outras.

Fortalecimento

De algumas ruas inseridas no projeto, foi retirada a pedra tosca e, em outras, o asfalto, como é o caso da Neroly Filgueiras, uma das últimas a receber os serviços de requalificação. De acordo com Magno Coelho, esse projeto fortalece mais ainda os costumes da cidade, com a sua história, cultura, grupos de tradição, e um centro com uma padronização que valoriza o patrimônio edificado.

Aproximadamente 80% das obras de requalificação já estão prontas. O projeto é uma das ações do Programa Cidades do Ceará - Cariri Central (Cidades I). A sinalização turística, conforme informa o secretário, facilitará o fluxo dos visitantes e mobilidade urbana na cidade. Uma das metas é levar os turistas que vão ao Município seu centro histórico, onde estão atrativos como, por exemplo, as principais igrejas e praças da cidade.

Mais informações:

Hospital do Coração de Sobral Padre José Linhares
Avenida Geraldo Rangel, 715 Bairro Derby. Sobral - Ceará
Telefone (88)3677- 8500

Fonte: Diário do Nordeste 

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal só é permitida com o devido crédito da fonte e, caso não se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, clique aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira