Quarta-feira
13 de Dezembro de 2017
Publicidade
Publicidade
Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017
Publicidade
Publicidade
Diz estudo
Produtos de limpeza podem aumentar risco de doença pulmonar
Inalar as substâncias químicas aumenta em um terço o risco de desenvolver uma doença pulmonar potencialmente fatal (Foto: Reprodução/ Notícias ao Minuto)
Em 12/09/2017 às 20:00

Estudo liderado pela Dra. Orianne Dumas, do Instituto Nacional Francês de Saúde e Pesquisa Médica (INSERM, a organização pública francesa exclusivamente dedicada à pesquisa biológica, médica e de saúde pública) alerta que inalar com frequência as substâncias químicas dos produtos de limpeza aumenta o risco de desenvolver doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) em cerca de um terço (32%). O estudo analisou os enfermeiros que desinfetam instrumentos e alas com frequência.

A DPOC é um grupo de doenças pulmonares que provocam dificuldades em respirar e que inclui enfisema ou bronquite crônica. Esta condição pode levar à morte.

Observou a exposição a desinfetantes específicos, como o glutaraldeído (um desinfetante forte usado para instrumentos médicos), lixívia, peróxido de hidrogênio, álcool e compostos de amônia quaternária (geralmente utilizados para a desinfecção de superfícies baixas, como pisos e móveis).

Como reporta o Daily Mail, o estudo descobriu que todos estes químico “foram associados a um risco aumentado de DPOC entre 24 a 32%”.

A Dr. Dumas comentou: "Descobrimos que os enfermeiros que usam desinfetantes para limpar superfícies regularmente - pelo menos uma vez por semana - tiveram 22% mais risco de desenvolver DPOC. Para este estudo os pesquisadores seguiram 55 mil enfermeiros durante oito anos, período durante o qual 663 foram diagnosticados com DPOC.

NoticiasaoMinuto

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal só é permitida com o devido crédito da fonte e, caso não se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, clique aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira