Segunda-feira
21 de Maio de 2018
Publicidade
Publicidade
Segunda-feira, 21 de Maio de 2018
Publicidade
Publicidade
Escritora

"Globo de Ouro pareceu um grande funeral", diz Danuza Leão

Em 10/01/2018 às 11:15
Compartilhar
Escritora condenou campanha contra assédio sexual na cerimônia: "Acho que toda mulher deveria ser assediada pelo menos três vezes por semana para ser feliz" (Foto: Reprodução)

A escritora e socialite Danuza Leão criticou a campanha contra assédio sexual organizada por artistas de Hollywood durante a entrega da premiação Globo de Ouro, no último domingo (7).

Com opinião semelhante a de um grupo de atrizes francesas que lançou um manifesto contra a iniciativa, Danuza afirmou que as denúncias de abusos sexuais são "uma coisa ridícula".

"Espero que essa moda de denúncia contra assédio sexual não chegue ao Brasil. O que aconteceu no Globo de Ouro me pareceu um grande funeral. Apesar dos vestidos lindíssimos, acho que aquelas mulheres (que foram à cerimônia de preto) foram muito pouco paqueradas e voltaram sozinhas para casa", afirmou a escritora ao jornal O Globo.

"Não acho que as denúncias de assédio possam gerar uma ‘caça às bruxas’ porque são uma coisa ridícula, para começo de história. É doloroso saber que uma mulher pode fazer uma acusação e tirar o emprego de um homem. É algo pecaminoso. Mas isso é coisa de americano. Lá eles não têm noção de sexo. É ótimo passar em frente a uma obra e receber um elogio. Sou desse tempo. Acho que toda mulher deveria ser assediada pelo menos três vezes por semana para ser feliz. Viva os homens", completou.

 

noticiasaominuto

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira