Terça-feira
23 de Outubro de 2018
Publicidade
Publicidade
Terça-feira, 23 de Outubro de 2018
Publicidade
Publicidade
Candeias 2018

Romeiros que visitam Juazeiro do Norte lamentam interdição da Praça Padre Cícero

Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Em 01/02/2018 às 12:10
Compartilhar
Romeiro observa informações sobre reforma da Padre Cícero (Foto: Felipe Azevedo/Agência Miséria)

Milhares de romeiros lotam as principais ruas de Juazeiro do Norte na última semana por conta da tradicional Romaria das Candeias. São esperados pelo menos 150 mil visitantes até o próximo domingo (4), de acordo com a secretaria Municipal de Turismo e Romaria. 

A reforma e a consequente interdição da Praça Padre Cícero, no entanto, apesar de receber aprovação de parte da população, pegou alguns turistas de surpresa. Seu Valdemir Anastácio visita Juazeiro há 14 anos, ao chegar na cidade na última terça (30), disse ter ficado triste por não poder visitar o local. 

Centralizada, a praça também é um ponto descanso dos romeiros que circulam pelo Centro da cidade durante as compras."É onde a gente para um pouquinho na sombra e toma sorvete", diz a enfermeira Maria Odete, que há sete anos sai em caravana de Arcoverde-PE, para visitar Juazeiro. 

Entre os mais jovens, a opinião é de que a interdição é necessária para a reforma, é o caso da estudante maria Elizabeth, de 19 anos. Natural de Cabrobró-PE, ela espera que no próximo ano a praça esteja pronta, "se for ficar que nem estão falando, vai ser muito bom", completa. 

REFORMA

Programada para durar pelo menos 365 dias, a praça deverá permanecer completamente fechada após a Romaria das Candeias, que acontece desde o final de janeiro e concentra a maior procissão dentre os eventos religiosos em Juazeiro do Norte. 

A reforma e revitalização da Praça Padre Cícero terá investimento de R$ 5,9 milhões com verbas da prefeitura e do Governo do Estado. Os ambulantes no entorno poderão permanecer no local ou se deslocar até a Praça do Memorial. 

Já os vendedores dos quiosques têm até o dia 5 de fevereiro para montar barraca nas adjacências da praça ou, caso prefiram, também se deslocar até o Socorro. De acordo com a prefeitura, trabalham ali 21 permissionários com contrato firmado e outros 35 ambulantes. 

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira