Quinta-feira
16 de Agosto de 2018
Publicidade
Publicidade
Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018
Publicidade
Publicidade
Durante Teste de Aptidão

Candidato do concurso da PM morre após passar mal durante teste em São Luís

Em 03/02/2018 às 12:30
Compartilhar
Marcone Ferreira Cordeiro era Cirurgião-dentista e tinha o sonho de ingressar na Polícia Militar do Maranhão. (Foto: Reprodução)

Um candidato do concurso da Polícia Militar identificado como Marcone Ferreira Cordeiro, de 29 anos, morreu na madrugada deste sábado (3), após passar mal durante o Teste de Aptidão Física (TAF), em São Luís.

De acordo Raimundo José Sousa Ferreira, tio da vítima, ele se sentiu mal após completar o teste realizado nessa sexta-feira (2) no campus do Bacanga da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Ele foi socorrido por uma ambulância e em seguida, deu entrada ainda com vida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Itaqui-Bacanga onde foi medicado durante o dia todo, mas não resistiu e acabou morrendo.

Marcone Ferreira Cordeiro era Cirurgião-dentista e tinha um sonho de ingressar na Polícia Militar do Maranhão. O velório da vítima será realizado na casa de familiares no bairro Vila Itamar, em São Luís.

A reportagem entrou em contato com o governo do Maranhão que ainda não se pronunciou sobre o caso.

Outro caso

Este é o segundo caso de candidatos que morrem após passar mal durante a realização do Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso da Polícia Militar em São Luís.

Na terça-feira, Daniele Nunes da Silva, de 24 anos, morreu após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) durante o Teste de Aptidão Física (TAF). A vítima era escrivã da Polícia Civil no município de Barra do Corda, a 462 km de São Luís, e tinha um sonho de ingressar na carreira policial.

Fonte: G1 MA

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira