Sábado
17 de Fevereiro de 2018
Publicidade
Publicidade
Sábado, 17 de Fevereiro de 2018
Publicidade
Publicidade
Senador

Lindbergh condena "maldade" da reforma da Previdência

O senador espera a mobilização dos movimentos sociais contra a reforma da Previdência (Foto: Reprodução)
Em 08/02/2018 às 10:30

Em pronunciamento nesta quarta-feira (7), o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) criticou a reforma da Previdência, que definiu como um “massacre” ao trabalhador brasileiro. Na avaliação de Lindbergh, a exigência de 40 anos de contribuição para obtenção da aposentadoria é a maior “maldade” da proposta, ao mesmo tempo em que são mantidos os privilégios das grandes empresas. O senador, chamando atenção para o declínio dos indicadores sociais, espera a mobilização dos movimentos sociais contra a reforma da Previdência e considera improvável que o governo consiga aprovar a proposta.

Me diga onde eles estão combatendo privilégios. Nada. Essa reforma previdenciária pega os mais pobres, que começam a trabalhar mais cedo. Muito trabalhador vai contribuir a vida inteira e não vai conseguir se aposentar – afirmou.

Auxílio-moradia

O parlamentar também mencionou a controvérsia sobre o auxílio-moradia concedido pelo Poder Judiciário e que muitos juízes declararam assumir como forma de complementação salarial. Lindbergh propõe o fim do auxílio-moradia nos três Poderes e considera um “escândalo” que a nova Lei Orgânica da Magistratura mantenha uma grande quantidade de auxílios e verbas indenizatórias aos magistrados.

 

noticiasaominuto

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira