Política
Decisão
Moro manda prender mais dois da Lava Jato condenados no TRF4
Compartilhar

O juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em Curitiba (Foto: Reprodução)

Em 28/02/2018 às 11:30
Publicidade

O juiz federal Sergio Moro mandou prender nesta segunda-feira, 26, mais dois alvos da Operação Lava Jato para execução de pena após serem condenados pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em segunda instância. O magistrado autorizou a transferência do empresário Leon Vargas, irmão do ex-deputado André Vargas (ex-PT-PR), e do publicitário Ricardo Hoffmann para o Complexo Médico-Penal de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, onde estão os presos da Lava Jato.

“Exaurida a segunda instância após o julgamento de embargos de declaração contra o acórdão dos infringentes, as penas devem ser executadas como previsto expressamente no acórdão condenatório. Não cabe a este Juízo discutir a ordem”, anotou Moro.

Publicidade


“Agrego apenas que tratando-se de crimes de gravidade, inclusive corrupção e lavagem de dinheiro, a execução após a condenação em segundo grau impõe-se sob pena de dar causa a processos sem fim e a, na prática, impunidade de sérias condutas criminais.”

Em maio de 2017, o TRF4 condenou André Vargas, por corrupção passiva e lavagem, a 13 anos, dez meses e 24 dias de reclusão em regime inicial fechado. Leon Vagas foi sentenciado, pelos mesmos crimes, a dez anos, dez meses e 12 dias de prisão, em regime inicial fechado. Ricardo Hoffmann foi condenado por corrupção ativa e lavagem a 13 anos, dez meses e vinte e quatro dias de reclusão em regime inicial fechado. O ex-deputado está detido desde abril de 2015, motivo pelo qual Moro não mandou expedir um novo mandado de prisão.

Publicidade


Segundo a acusação da Lava Jato, o petista recebeu cerca de 1 milhão de reais em propina de Hoffman, então dirigente da agência de publicidade Borghi e Lowe. André Vargas teria sido auxiliado por Leon Vargas.

“Parte da responsabilidade pela instauração da corrupção sistêmica e descontrolada no Brasil foi a inefetividade dos processos criminais por crimes de corrupção e lavagem no Brasil”, afirmou o juiz da Lava Jato. “Assim e obedecendo à Corte de Apelação, expeça a Secretaria os mandados de prisão para execução provisória da condenação de Leon Denis Vargas Ilário e Ricardo Hoffmann”, concluiu.

Depois da condenação do ex-presidente Lula pelo TRF4 a 12 anos e um mês de prisão, confirmada em 20 de janeiro, esta é a terceira vez que Sergio Moro manda prender réus da Lava Jato condenados em segunda instância. Antes de Vargas e Hoffmann, haviam sido detidos o ex-agente da Polícia Federal Jayme Careca e Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão do ex-ministro José Dirceu. Assim como eles, conforme decisão do tribunal, Lula deve ser preso para cumprir pena caso o TRF4 negue seus embargos de declaração. O petista já recorreu e ainda não há data para decisão sobre os embargos.

 

veja


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você acha que deve haver leis mais duras para quem agride animais no Brasil?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor