Quarta-feira
20 de Junho de 2018
Publicidade
Publicidade
Quarta-feira, 20 de Junho de 2018
Publicidade
Publicidade
Greve deflagrada

Em rota de colisão com a prefeitura, professores de Jardim devem paralisar semana que vem

Por Felipe Azevedo/ Agência Miséria
Em 28/02/2018 às 11:40
Compartilhar
Assembleia nesta terça (27) optou por deflagração de greve em Jardim (Foto: SINDJARD)

Após assembleia realizada nesta terça-feira (27), os professores da rede Pública de Jardim optaram por deflagrar greve na categoria a partir do próximo dia 7 de março caso não haja contrapartida satisfatória.

Entre as reivindicações da classe, está a garantia de 1% de progressão e outros direitos previstos no Plano de Carreira e Remuneração do Magistério.

De acordo com a Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jardim (SINDJARD), Léa Filgueira o motivo principal da paralisação é a retirada de 20% da gratificação que, de acordo com os professores, é repassada há 10 anos.

"A revolta é grande, pois será um grande impacto no orçamento de mais de 500 professores e para o comércio local", diz nota do sindicato. O órgão argumenta ainda que desde 2017 os educadores do município obtiveram reajuste conforme inflação do ano anterior, "o valor do aluno não está sendo repassado, o que ocasiona achatamento nos salários da categoria", completou o informativo.

OUTRO LADO

Em conversa com o Miséria, a Secretária de Educação Inês Sampaio Aires, disse não reconhecer a legalidade da greve. Ela argumenta que foi diminuído 20% da remuneração dos professores após o horário do planejamento mensal ser remanejado do sábado para um dia esporádico na semana.

"Reconhecemos que há prejuízo em diminuir o salário dos professores, mas precisamos agir em conformidade com a lei", disse a secretária. Ainda de acordo com a pasta, a diminuição irá representar baixas entre R$ 260,00 e R$ 520,00 na remuneração dos professores.

A folha de pagamento dos 378 educadores de Jardim, sem a redução de 20% que passará a vigorar em março, custa entre R$ 1,1 e R$ 1,2 milhões. De acordo com a secretaria responsável, ainda não foram feitos os cálculos do valor atualizado a partir do mês que vem.

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira