Política
Encontro em Brasília
Temer reúne prefeitos de capitais nesta quarta para discutir segurança pública
Em 07/03/2018 às 07:30

O presidente Michel Temer (Foto: Marcos Corrêa/PR)

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Compartilhar

O presidente Michel Temer receberá nesta quarta-feira (7) em Brasília prefeitos de capitais em uma nova rodada de discussões sobre segurança pública.

Foram chamados para a reunião os prefeitos das 26 capitais, e a expectativa é que os ministros Raul Jungmann (Segurança Pública) e Sérgio Etchegoyen (Segurança Institucional) também participem.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
O encontro acontece em meio à intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro, decretada no mês passado e que irá durar até dezembro, e à criação do Ministério da Segurança Pública.

A nova pasta será responsável pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Nacional de Segurança Pública e Departamento Penitenciário Nacional, por exemplo.
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Na semana passada, Temer comandou uma reunião semelhante com governadores. No encontro, o presidente anunciou a criação de uma linha de crédito de R$ 42 bilhões para estados e municípios investirem em segurança.

Segundo o governo, a maior parte dos recursos é oriunda do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES).

Além da linha de crédito, Temer também anunciou que pode liberar "outras verbas" para investimento em segurança.

Paralelamente à medida do governo, o Congresso Nacional tem analisado propostas sobre segurança pública. Na semana passada, a Câmara aprovou um projeto que prevê penas mais duras para furto a caixas eletrônicos com uso de explosivo.

No Senado, foi aprovada a proposta que determina que os recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) não poderão ser destinados a outras áreas. Os parlamentares também aprovaram o texto que dá à Polícia Federal o poder de investigar milícias integradas por agentes de segurança.

Os investimentos

O programa de financiamento do governo federal prevê, por exemplo, equipar as forças de segurança e defesa e melhorar a coordenação das ações nos estados.

De 2019 a 2022, a intenção do programa é aumentar os investimentos no sistema penitenciário, aprimorar a análise de informações e ampliar o patrulhamento de fronteiras.

O cronograma divulgado pelo governo federal estipula que estados e municípios interessados em obter os empréstimos devem apresentar um planejamento de onde a verba será aplicada. Pelo calendário, o início da implementação dos programas começaria em agosto.

Fonte: G1

Publicidade
Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Até quanto você pretende pagar por um dia de show na Expocrato ou Festa de Santo Antônio?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor