Sexta-feira
21 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Ranking

Ceará aparece entre os dez estados mais eficientes do Brasil, diz pesquisa

Em 20/08/2018 às 07:00
Compartilhar
Ranking de Eficiência dos Estados - Folha (REE-F), levantado pelo jornal Folha de S.Paulo, mostrou que o Ceará é o nono mais eficiente, entre os Estados do Brasil (Foto: Reprodução/Internet)

Levando em consideração seis categorias e suas variáveis, o Ranking de Eficiência dos Estados - Folha (REE-F), levantado pelo jornal Folha de S.Paulo, mostrou que o Ceará é o nono mais eficiente, entre os Estados do Brasil. Analisando índices da saúde, educação, infraestrutura, segurança pública, finanças e receita per capita, a pesquisa calcula a eficiência na gestão dos 26 estados e mostra a situação das finanças de cada um deles.
 
Apesar de não estar entre os mais eficientes, que contabilizam um quinto dos Estados, o Ceará figura na faixa denominada como “Alguma eficiência”. Do Nordeste, apenas o estado de Pernambuco aparece como eficiência, figurando o quarto lugar na lista, empatado com o Espírito Santo.
 
Santa Catarina, São Paulo e Paraná, aparecem no topo da lista. Já o Acre, Pará e Amapá figuram nos índices mais baixos do ranking.
 
A pesquisa mostrou que nem sempre a receita per capita influencia tanto na eficiência das gestões, pois Estados como Mato Grosso e Tocantins, com receitas mais altas, possuem índice REE-F menor que o do Ceará, por exemplo.
 
Apesar dos números inferiores na análise da renda per capita, o Ceará lidera na área de financias, o que indica bom equilíbrio nas contas públicas. Seguido por Pernambuco e São Paulo, respectivamente.
 
A pesquisa permite relacionar também dados que podem comprovar eficácia na educação como forma de diminuição das taxas de homicídios. Pois, em estados com maior ingresso da população no ensino médio, o número de homicídios é inferior, em relação a outros estados. Assim como melhor desempenho na área da saúde, aponta correlação com diminuição nos número de mortalidade infantil, por exemplo.

Fonte: O Povo

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira