Quarta-feira
14 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Anatel

Cearenses registram 5,62 mil queixas contra empresas de telefonia em um mês

Em 30/08/2018 às 16:15
Compartilhar
A telefonia móvel pós-paga é a recordista com 82,3 mil queixas (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) recebeu 5,62 mil reclamações dos usuários de serviços de telecomunicação no Ceará no último mês de julho. O número é 12% menor que o mesmo período do ano anterior, em que foram registradas 6,4 mil queixas.
 
Em comparação com junho deste ano, quando foram contabilizadas 5,07 mil reclamações no Estado, o período apresenta alta de 9,78%. Em julho de 2018, a Anatel registrou 244,6 mil reclamações no País, uma redução de 36,5 mil (-13%) em igual período de 2017. Os principais motivos são relacionadas à cobrança indevida e qualidade dos serviços.
 
A telefonia móvel pós-paga é a recordista com 82,3 mil queixas. A modalidade fixa recebeu 55,2 mil, seguida por 40,6 mil no serviço de banda larga fixa, 32,8 mil na telefonia pré-paga e 32,3 mil na TV por assinatura.
 
Nos últimos 12 meses, houve aumento de 1,2 mil (+2,5) reclamações na telefonia móvel da TIM.  A NET registrou mais 0,6 mil ( 8,1) queixas na banda larga fixa e a Vivo mais 0,2 mil ( 8,0%) na TV por assinatura.
 
Em comparativo de julho de 2018 e o mesmo mês de 2017, a Vivo apresentou redução de 10,7 (-32,9%) nas reclamações relacionadas a telefonia móvel, seguida por Nextel com menos 4,5 mil (-51,1%), Claro com redução de 3,6 mil (-12,3%) e a Oi com queda de 0,6 mil (-3,7%).
 
Na telefonia fixa, a Oi apresentou redução de 4 mil reclamações (-12,4%), acompanhada por NET, menos 1,3 mil (-16,3%) e a Vivo, com queda de 0,5 mil (-2,9%).
 
Nos últimos 12 meses, as queixas contra a SKY recuaram 4,2 mil (-27,4%) na TV por Assinatura, o grupo NET/Claro reduziu em 3,8 mil (-19,5%) e a Oi menos 0,9 mil (-26,6%). Na banda larga fixa, a Oi teve decréscimo de 5,8 mil (-30,7%) e a Vivo diminuiu em 1,3 mil (-10,3%).
 
Com exceção do Acre, todos os estados apresentaram queda no número de reclamações em relação ao mesmo período do ano anterior.

Fonte: O Povo

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira