Polícia
Fugiu do tourão
Bandido considerado perigoso é recapturado e está de volta à PIRC de Juazeiro
Por:
Repórter Demontier Tenório
Em 19/04/2019 às 02:00

"Suene" é apontado pela polícia como homem de alta periculosidade (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Compartilhar

"Se eu avançar seguem-me. Se eu recoar mate-me. Seu morrer vinga-me". Esse texto encontra-se tatuado acima dos peitos do presidiário Cícero Wenes de Lima Silva, de 33 anos, o "Suene". Ele foi um dos 26 internos que fugiram da Penitenciária Industrial e Regional do Cariri (PIRC) em Juazeiro do Norte, no último dia 19 de junho, mas acaba de ser recapturado. Ele é considerado pela polícia como um homem de alta periculosidade.

Dessa época, ainda estão por serem recapturados Damião Milton Xavier Alexandre, Renan de Souza Gomes Vidal, Dioclínio Ricardo Paulino Gomes e Ismael Pereira Gomes. Já da fuga registrada na madrugada do dia 24 de outubro faltam ser recapturados Tarciano Sousa Silva, de 40, o “Nego Tarso”, Francisco Lopes Justino, de 37, o “Chico Justino” e Carlos César Gonçalo de Freitas, de 44 anos. Este último mora em Caririaçu e é comparsa de “Suene”.

Quando “Suene” fugiu do “Tourão” em Juazeiro a Polícia Civil de Aurora chegou a dirigir um alerta à população lembrando que o mesmo responde procedimentos na polícia e na justiça em várias cidades do Cariri. Dentre os quais assaltos a mão armada, tráfico de drogas, latrocínio e homicídio. Ele é de Aurora e a polícia recorreu ao apoio da população no sentido de avisar sobre o seu paradeiro. Os registros na justiça partem de protocolo em janeiro de 2008 na Comarca de Aurora por crime de latrocínio.

Uma das prisões de “Suene” foi no dia 24 de março de 2017 numa operação das polícias civil e militar fechando o cerco na residência onde ele estava no Sítio Taquari em Barbalha. Segundo a polícia, ele é o mentor do assassinato de João Adriano dos Santos, o “João Cabeção” em Aurora. No momento da prisão em Barbalha, o mesmo ainda esboçou reação, mas notou que estava bem cercado. Na época, estava foragido da cadeia pública de Barbalha e tinha um revólver calibre 38 com nove cartuchos intactos.

De acordo com a polícia, essa arma de fogo pertence ao vigilante dos Correios de Aurora, cuja agência tinha sido assaltada semanas antes juntamente com três postos de gasolina em ações na companhia de um adolescente apreendido em Ouricuri (PE). Segundo a polícia, esse menor teria sido o executor de “João Cabeção” a mando de “Suene” que responde ainda por vários outros crimes.

Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Você sabe o que significa ou escuta podcasts?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor