A Mostra Sesc é melhor que o Lollapalooza - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Cotidiano

Sarah Gomes

Repórter de Cidades do Site Miséria, graduanda em Jornalismo, pesquisadora na área de Antropologia e cronista do dia a dia. Escreve para passar a vida a limpo.

Cotidiano

Sarah Gomes

Repórter de Cidades do Site Miséria, graduanda em Jornalismo, pesquisadora na área de Antropologia e cronista do dia a dia. Escreve para passar a vida a limpo.

A Mostra Sesc é melhor que o Lollapalooza
Foto: Sarah Gomes

As cidades são das pessoas. O direito de ocupar as ruas e ter acesso democrático à cultura é garantido por iniciativas como a Mostra Sesc Cariri de Culturas. Entre os dias 8 e 12 de novembro, o evento ofereceu a milhares de caririenses a oportunidade de vivenciar e ressignificar diversos espaços e territórios gratuitamente. Foram quatro dias de uma vasta programação que reuniu cortejos, apresentações de cultura popular, apresentações musicais, artes cênicas, intervenções literárias, exibições de obras audiovisuais, ações formativas, oficinas e ações socioambientais.

Em sua 21ª edição, a Mostra Sesc Cariri de Culturas foi palco para celebração do espaço público e solo fértil para encontros e reencontros entre indivíduos iguais que se reconhecem e cidadãos diferentes que se respeitam. Porta-bandeira das diversas expressões de arte, cultura popular e diversidade, o evento trouxe à tona sentimentos afogados pelo obscurantismo político e ideológico que vêm ganhando espaço no país e no mundo e fortaleceu laços em 23 municípios.

Com uma apresentação histórica de Gal Costa, as ruas da cidade do Crato ganharam vida. Berço da boemia caririense, a vida noturna da cidade de açúcar respira com a ajuda de aparelhos. As vias e calçadas que tornam-se mais vazias a cada dia, foram ocupadas por jovens, adultos e idosos à caminho do Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcante. Com uma Chuva de Prata, a Mãe de Todas as Vozes movimentou encontros marcados em praças públicas e alimentou o desejo dos cidadãos de andar à noite pelas ruas.

Quem já leu Italo Calvino sabe que os principais habitantes de uma cidade são os desejos, as memórias, os símbolos e as trocas. Nas demais 299 atividades do evento, caririenses foram lembrados das vantagens e satisfações de ocupar e vivenciar coletivamente os espaços públicos. Dito isso, confesso que como o carioca que disse que “Chaves é melhor que Friends”, eu digo que a Mostra Sesc Cariri de Culturas é melhor que o Lollapalooza.

Compartilhar:
Comentar:
Publicidade
Governo do Estado
Publicidade