Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Açude do Rosário, em Lavras das Mangabeira, é o primeiro a sangrar no Cariri em 2024
O reservatório que abastece o município atingiu sua capacidade máxima (47,22 hm3) nas primeiras horas desta segunda-feira (1º).
Rogério Brito
Açude Rosário, Lavras da Mangabeira - Foto: Reprodução/ Instagram Sua Opinião Faz

O açude Rosário, localizado no distrito Quitaiús, em Lavras da Mangabeira, é o primeiro a sangrar no Cariri em 2024– entre os 19 monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) na região. O reservatório que abastece o município atingiu sua capacidade máxima (47,22 hm3) nas primeiras horas desta segunda-feira (1º).

Conforme antecipado pelo Miséria, o Rosário era um dos dois açudes do Cariri mais próximos de atingir a sangria. Do domingo (31) para esta segunda (1º), o volume armazenado subiu quase 3%. A recarga é resultante das chuvas de até 49 mm que banharam Lavras da Mangabeira durante o feriadão.

No Cariri, mais seis açudes estão com mais de 70% da capacidade preenchida e outros seis com mais de 50%. O Cachoeira, em Aurora, deve ser o próximo a sangrar. Com 96,34% de volume acumulado, a expectativa é de que ele comece a verter nesta primeira semana de abril, caso a região continue recebendo chuvas.

De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), os maiores acumulados de chuvas nos próximos dias devem ocorrer no Cariri, além das regiões da Ibiapaba, Jaguaribana e Sertão Central e Inhamuns. As precipitações devem variar de moderada a forte, principalmente nesta terça-feira (2) e quarta (3).

Compartilhar
Loading spinner
Comentar
+ Lidas
Publicidade