Covid-19: Hospital de Barbalha entra em colapso e corre contra o tempo para ampliar rede de atendimento - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Covid-19: Hospital de Barbalha entra em colapso e corre contra o tempo para ampliar rede de atendimento
Sarah Gomes
Foto: Reprodução

Mais um hospital do Cariri atingiu 100% de ocupação dos leitos Covid. Desta vez foi o Hospital Maternidade São Vicente de Paulo, localizado em Barbalha. Em entrevista ao repórter Toni Sousa, o gerente administrativo da instituição, Shairon Alexandre, revelou que “o momento atual em que o Hospital São Vicente se encontra é de colapso”.

De acordo com dados da plataforma IntegraSUS, do Governo do Estado, Barbalha registra risco altíssimo de internações por causas respiratórias. Dos 19 pacientes hospitalizados com Covid-19 até a última segunda-feira (22), 10 estavam internados em UTI. Além dos números municipais, outro ponto preocupante é o atendimento de pacientes de outros municípios que recorrem à rede de saúde de Barbalha.

Diante deste cenário, a gestão de Barbalha se reuniu com as autoridades sanitárias do Estado e garantiu a ampliação da rede de atendimento, com 30 novos leitos de enfermaria para o Hospital São Vicente, sendo 20 adultos e 10 pediátricos, e 20 novos leitos de enfermaria para o Hospital Maternidade Santo Antônio. O Hospital São Vicente deve receber ainda mais cinco leitos de UTI.

Outra conquista do município é chamada “porta de entrada” para Unidade Covid. Essa estrutura ficará no Hospital São Vicente e servirá para triagem e atendimentos básicos e emergenciais. O funcionamento da “porta de entrada” é prioridade nesse momento. “Toda a equipe de engenharia Clínica, CCIH e corpo de enfermagem estão trabalhando desde ontem (24) para que a gente possa entregar esse equipamento, no mais tardar, segunda-feira (1º)”, explicou o gerente administrativo da instituição.

É importante ressaltar que os leitos de enfermaria e a unidade de urgência e emergência para casos de Covid-19 são para atendimento exclusivo de Barbalha. Apenas os leitos de UTI, que são contratualizados pelo o Governo do Estado, estão disponíveis para pacientes de outros municípios.

Compartilhar
Loading spinner
Avalie esta notícia
Comentar
*Publicidade