"Ela é o xodó da família, pedimos orações", diz tia de menina que se engasgou com caroço em Barro - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
“Ela é o xodó da família, pedimos orações”, diz tia de menina que se engasgou com caroço em Barro
Felipe Azevedo
Menina que se engasgou com caroço de seriguela pode ter de passar por nova cirurgia
Menina de seis anos sentiu falta de ar. Após fazer uma broncoscopia, equipe médica descobriu que tratava-se de um caroço de seriguela (Toni Sousa)

Na última segunda-feira (3), Keyla Lara, de apenas 6 anos, comia seriguela com os primos no quintal de casa quando engoliu um caroço e começou a passar mal. Com falta de ar, a família pensou tratar de um problema já recorrente e medicou a menina. Com persistência do sintoma, Keyla foi levada para três hospitais até ser transferida de helicóptero para Fortaleza, onde passou por uma cirurgia.

Família

“Ela é nosso xodó, está todo mundo desesperado e o avô dela ainda não sabe da gravidade”, disse a tia da criança, durante entrevista por telefone no domingo, 9. Geralda Maria conta que a garota é a mais nova de 15 netos, e muito apegada ao avô José Gonçalves, conhecido em Barro como Duca.

A família mora no Sítio Engenho Velho, na zona rural do município. Keyla tem um irmão mais velho, de 15 anos e mora com os pais. Quando foi transferida do Hospital Regional do Cariri para o Instituto José Frota (IJF), em Fortaleza, Josefa Maria, que é mãe da garota, não pode acompanhar a filha na aeronave, e precisou ir por terra, em uma ambulância.

Keyla foi levada para Fortaleza na última sexta (Foto: Toni Sousa/Sistema Verdes Mares)

Antes de chegar na capital, Keyla Lara primeiro foi atendida em um posto de saúde perto de onde mora. Após isso, foi levada ao hospital em Barro, depois transferida para Barbalha. Com a falta de ar, os médicos suspeitaram que ela estivesse com covid-19, e pretendiam interná-la na ala específica para doença. Sem vaga, a menina foi levada para Juazeiro.

No HRC, foi submetida a uma tomografia que acusou a presença de um corpo estranho. A família descobriu então tratar-se da seriguela. A tia conta que, enquanto era transferia para Fortaleza, a criança teve uma parada e precisou ser reanimada após um pouso de emergência em Sobral.

Nesta segunda-feira (10), Keyla passará por uma nova bateria de exames. A equipe médica quer saber se ainda há resquícios do corpo estranho no pulmão da garota. “Ela é uma criança cheia de saúde, esperta, a família só pede orações para que fique boa logo, estamos com esperanças”, finaliza a tia.

Compartilhar
Loading spinner
Avalie esta notícia
Comentar
*Publicidade