Irmão de radialista em Juazeiro morre por conta do coronavírus - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Irmão de radialista em Juazeiro morre por conta do coronavírus
O sapateiro Francisco de Assis, de 65 anos de idade, que era conhecido por “Escovão”
Demontier Tenório
“Escovão” era um sapateiro muito conhecido no bairro Aeroporto em Juazeiro

O sapateiro Francisco de Assis, de 65 anos de idade, que era conhecido por “Escovão”, morreu por volta das 11 horas deste domingo num dos leitos do Hospital Regional do Cariri (HRC) em Juazeiro do Norte. Ele já tinha testado positivo para o novo coronavírus e estava em tratamento, mas não resistiu ao agravamento do quadro de insuficiência respiratória.

O mesmo residia na Rua Maria das Dores (Bairro Aeroporto) e estava internado há uma semana após passar mal em sua casa. “Escovão” era irmão do radialista Chagas Lima da Rádio Vale FM o qual recolheu o corpo no HRC passando direto para o Cemitério São João Batista. Não houve velório e o sepultamento aconteceu às 17 horas de ontem na presença de poucos familiares guardando distâncias conforme as determinações sanitárias.

A oficina de “Escovão” funcionava perto de sua casa e o mesmo iniciou como sapateiro aos 13 anos na condição de ajudante. Foi nessa atividade que criou os quatro filhos da primeira esposa e outros seis da segunda sempre orientando para o caminho do bem. Viu ainda o crescimento de 15 netos e nove bisnetos. Nascido em Juazeiro, ele era muito conhecido e bastante querido.

O radialista Chagas Lima observa que o irmão não possuía qualquer patologia se apresentando como um homem saudável e trabalhador. Por isso, o repórter aproveitou para reforçar o aconselhamento às pessoas no sentido de terem muito cuidado com o Covid 19 sempre guardando o isolamento social “por se tratar de um vírus altamente perigoso e contagioso. No momento, Chagas está afastado da função como repórter.

Compartilhar:
Comentar:
*Publicidade