MP Eleitoral defende cassação do prefeito e vice de Baixio por abuso de poder político - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
MP Eleitoral defende cassação do prefeito e vice de Baixio por abuso de poder político
Acusados de abuso de poder político, propaganda institucional vedada e uso indevido de meios de comunicação durante a campanha eleitoral de 2020
Alan Clyverton
À esquerda, Donizete Cavalcante, vice-prefeito de Baixio. À direita, Zé Humberto, prefeito (Reprodução/Redes sociais)

O Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) anunciou nesta segunda-feira (13) ter requerido à Justiça Eleitoral a condenação do prefeito e vice de Baixio, Zé Humberto e Donizete Cavalcante, respectivamente, ambos do PDT, por abuso de poder político, propaganda institucional vedada e uso indevido de meios de comunicação durante a campanha eleitoral de 2020.

De acordo com o MP Eleitoral, se os gestores forem condenados, uma eleição suplementar deverá ser convocada. De acordo com o parecer enviado pelo Órgão ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE), o prefeito Zé Humberto teria realizado a divulgação maciça de seus atos de gestão, como obras e programas, em redes sociais próprias e da Prefeitura Municipal de Baixio, com exaltação pessoal e pedido de voto.

“É um claro elemento evidenciador do desequilíbrio de forças, pois um dos participantes do pleito extrapolou bastante as suas prerrogativas enquanto gestor público do município com a finalidade de auferir indevida vantagem eleitoral”, avaliou a procuradora regional Eleitoral Lívia Maria de Sousa.

Compartilhar
Loading spinner
Comentar
*Publicidade