Prefeitura de Farias Brito reforça que ação do MPCE foi apenas para recomendações na pandemia - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Prefeitura de Farias Brito reforça que ação do MPCE foi apenas para recomendações na pandemia
Redação
José Maria, prefeito de Farias Brito (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

A prefeitura de Farias Brito se pronunciou após ser citada em matéria do Site Miséria nesta quarta (3). O texto, baseado nas informações do Ministério Público Estadual, listava as cidades onde o MPCE atua para fiscalizar ações contra o coronavírus. A matéria destaca que os promotores atuam de forma diferente em cada município, e que as ações são oriundas “de representações e de denúncias recebidas”.

Alguns desses procedimentos fiscalizam a instalação de hospitais de campanha, a compra de respiradores, de testes para COVID, de EPIs e de outros insumos e a distribuição de cestas básicas, entre outras contratações. Até esta terça-feira (2) já foram instaurados 134 procedimentos, segundo a assessoria do MPCE.

Em nota, a assessoria da prefeitura de Farias Brito reforça que “o procedimento se refere a informação”, e que a matéria “não [deve ser] lançada como se houvesse irregularidades em todos os municípios que faz referência a notícia veiculada no site oficial do MP estadual”.

O texto do site, no entanto, salienta a versão do MP, que diz agir sob representação ou denúncias. Não foi dito ou sugerido que há irregularidades no modo com o município combate a pandemia.

Na matéria, por tanto, foi disponibilizado o link para o relatório completo, onde constam as 72 cidade cearenses com procedimento aberto.

“Com relação ao município de Farias Brito, a notícia é referente a procedimento administrativo instaurado de ofício pelo MP no início da pandemia onde o ministério público através do procedimento n. 09.2020.00001848-6 faz alguma reconvenções ao município, tais como, disponibilizar no em site oficial do municipal todas as receitas e despesas relativas ao Covid-19”, diz ainda a nota da prefeitura.

E completa: “após conversa com o promotor da comarca ele informou que ‘a nota é bastante clara’ que não se trata de qualquer denúncia sobre malversação de dinheiro público. Deste o recebimento da recomendação o município já disponibiliza diariamente todas as receitas e despesas referente ao COVID-19”.

041_2020_Promotor

Compartilhar:
Comentar:
*Publicidade