Retomada no Cariri requer atenção de funcionários e empregadores, alerta contador - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Retomada no Cariri requer atenção de funcionários e empregadores, alerta contador
Especialista diz que empresários devem se atentar aos novos horários de funcionamento para a empresa e também dos funcionários, principalmente os que tinham contrato suspenso ou reduzido.
João Boaventura Neto
Retomada no Cariri requer atenção de funcionários e empregadores, alerta contador
Contador Dairton Pinheiro (Reprodução do vídeo)

Nesta semana os municípios da Região Metropolitana do Cariri (RMC) estão na primeira fase do plano de retomada das atividades econômicas do Governo do Estado. Com isso, alguns setores reabriram suas portas após quatro meses.

São eles: industriais, comerciais, de construção civil, agropecuário, de artigos do lar, venda de roupas, calçados e outros

O contador, Dairton Pinheiro, recomenda aos empresários que não fizeram adoção das medidas do Selo Loja + Segura da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), que faça o quanto antes.

“Assim, às empresas aproveitam os horários mais estendidos de atendimento presencial. Bem é imprescindível seguir as orientações dos órgãos de saúde com uso de máscara obrigatório para funcionários e clientes, manter distanciamento social e ter dispositivos de álcool em gel”, lembrou.

O sócio-diretor da Prime Contabilidade ainda recomenda aos empregado que estejam com contratos suspensos ou com redução da carga horária de trabalho, que as informações corretas e atualizadas devem ser repassadas aos respectivos órgãos pelos empregadores, para que consequentemente possam exercer a profissão legalmente e não impactar financeiramente para o trabalhador.

Exemplo: o funcionário retornou ao trabalho com carga horária normal, então é preciso que o empresário informe ao seu contador a mudança é assim, possa cancelar ‘a suspensão ou a redução’ do funcionário. Se volta a trabalhar carga horário completa, também deve receber salário proporcionalmente.

A fase um é uma medida tomada pelo governo após os profissionais e órgãos competentes avaliarem que houve, de acordo com estudos e estimativas, estabilidade no número de pessoas infectadas na região. Com isso, os empresários dos ramos habilitados para voltarem ao trabalho, precisam estar aptos no sentido de oferecer suporte aos seus funcionários e clientes.

Assista ao vídeo

Compartilhar
Loading spinner
Avalie esta notícia
Comentar
*Publicidade