Saiba o volume dos açudes da Bacia do Salgado após as chuvas de maio - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Saiba o volume dos açudes da Bacia do Salgado após as chuvas de maio
Sarah Gomes
Foto: Agência Miséria

O primeiro bimestre da quadra chuvosa chegou ao fim. Segundo a Funceme, o bimestre fevereiro-março foi o mais chuvoso do Ceará desde 1986. Este período é fundamental para os açudes da Bacia do Salgado, que aproveitam os primeiros meses para armazenar água para todo o ano.

Em janeiro, nem um dos 15 açudes da Bacia do Salgado alcançou volume de armazenamento superior a 90% da capacidade. Já em março, dois reservatórios alcançaram volume superior a 100% da capacidade: o Gomes, em Mauriti, e o Rosário, em Lavras da Mangabeira.

No entanto, de abril para cá o volume de armazenamento dos açudes Rosário, em Lavras da Mangabeira, e Gomes, em Mauriti, recuou. Atualmente, o Rosário registra 99.73% da capacidade total, enquanto o Gomes registra 97.45%.

O armazenamento da Bacia do Salgado é de suma importância para todo o Estado, pois é responsável por abastecer o Açude Castanhão, um dos três maiores reservatórios do Ceará. 

Confira os índices da Bacia do Salgado:

CIDADE AÇUDE VOLUME
Lavras da Mangabeira Rosário 99.73%
Mauriti Gomes 97.45%
Cedro Ubaldinho 90.13%
Barro Prazeres 59.98%
Várzea Alegre Olho d’Água 56.98%
Granjeiro Junco 54.26%
Aurora Cachoeira 52.57%
Crato Thomás Osterne 46.7%
Caririaçu São Domingos II 46.29%
Baixio Jenipapeiro II 31.27%
Icó Tatajuba 28.2%
Brejo Santo Atalho 26.26%
Mauriti Quixabinha 21.84%
Icó Lima Campos 18%
Juazeiro do Norte Manoel Balbino 9.51%
Compartilhar:
Comentar:
*Publicidade