Secretaria de Agricultura de Aurora define execução do PAA junto a agricultores e beneficiários - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Secretaria de Agricultura de Aurora define execução do PAA junto a agricultores e beneficiários
Agência Miséria
Secretaria de Agricultura de Aurora define execução do PAA junto a agricultores e beneficiários. (Foto: Edson Moreira)

A Secretaria Municipal de Agricultura, Desenvolvimento Econômico, Recursos Hídricos e Meio Ambiente de Aurora, através da Coordenadoria Municipal do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) realizou na manhã desta terça-feira (11) uma importante reunião para tratar do aporte financeiro do programa e dos critérios e mudanças para participação por meio da chamada pública, dentre outros assuntos.

O encontro ocorrido no auditório “Dona Santô”, na Casa da Cultura contou com a participação de todos os envolvidos no programa.

O valor do aporte financeiro nesta chamada pública será de R$ 20 mil a ser executado no intervalo de março e abril.

Durante o evento; tanto as entidades beneficiárias, quanto os agricultores familiares inscritos no PAA foram orientados acerca da documentação e organização, itens fundamentais para o sucesso do programa.

O Secretário José Dácio de Souza destacou a necessidade de melhorar a logística de recebimento e a distribuição dos produtos alimentícios com o intuito de evitar o desperdício.

A Coordenadora Municipal do PAA – Eliza Alves também elencou algumas exigências do programa junto aos beneficiários e seus fornecedores, ou seja, os agricultores familiares.

O programa

O Programa de Aquisição de Alimentos – PAA é um programa de compras de alimentos do governo federal que incentiva a agricultura familiar, promove a organização produtiva e econômica no meio rural, o combate à pobreza extrema e o acesso à alimentação adequada e saudável.

Para que os objetivos sejam alcançados, o programa compra alimentos produzidos pela agricultura familiar e distribui gratuitamente para pessoas que não têm acesso à alimentação adequada e também para entidades de assistência social (Centro de Referência de Assistência Social – CRAS, por exemplo), para equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional (como cozinhas comunitárias e restaurantes populares) e para a rede pública e filantrópica de ensino.

Assessoria de Comunicação

Compartilhar:
Comentar:
*Publicidade