Solenidade com participação de Roma dará título de beata à menina Benigna Cardoso - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Solenidade com participação de Roma dará título de beata à menina Benigna Cardoso
A notícia foi dada através de uma ligação proveniente do Vaticano ao bispo dom Gilberto, da Diocese de Crato, e repassada ao pároco padre Paulo, em Santana.
Felipe Azevedo

A solenidade de beatificação da menina Benigna, de Santana do Cariri, será no dia 21 de outubro, na catedral de Nossa Senhora da Penha, em Crato. A notícia foi dada através de uma ligação do Vaticano ao bispo dom Gilberto, da Diocese de Crato, e repassada ao pároco padre Paulo, em Santana.

Tornar-se beata é um passo fundamental para que o Vaticano possa santificar um mártir.

A autorização para a primeira beata cearense foi dada pelo papa Francisco no dia 3 de outubro do ano passado. A partir da aprovação do pontífice, a Congregação para as Causas dos Santos, em Roma, promulgou os decretos para o reconhecimento de Benigna como tal.

“Recebemos a notícia com grande alegria, saiu como nós esperávamos. Sugerimos três datas à Roma e eles acataram a mais importante; o dia 21 de outubro foi quando Benigna se batizou”, diz o Padre Paulo Lemos, pároco de Santana do Cariri.

O processo de beatificação foi aberto pela diocese de Crato ainda em 2011. Em 2013, a menina já era considerada “Serva de Deus” pela igreja católica.  Mais tarde, em 2016, a causa passou pela Comissão dos Teólogos da Congregação para as causas dos Santos, em Roma. Foi aprovada também pela Comissão dos Cardeais e, por último, pelo parecer do papa.

A solenidade de beatificação terá participação de um representante do Vaticano. Um documento de autorização será enviado por Roma, confirmando o título de beata para Benigna Cardoso. Ela é a primeira com este título no Ceará.

O bispo dom Gilberto agora aguarda orientações sobre a estrutura a ser preparada para a solenidade. O evento ainda não tem horário confirmado.

 

Compartilhar:
Comentar:
*Publicidade