Ticiano Tomé não assina pedido de impeachment; trâmite continua da mesma forma - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Ticiano Tomé não assina pedido de impeachment; trâmite continua da mesma forma
Felipe Azevedo

O prefeito de Granjeiro Ticiano da Fonseca Félix, conhecido como Ticiano Tomé (sem partido) não assinou o recebimento do pedido de impeachment protocolado na última quinta-feira, 23. As informações são da presidência da Câmara de Vereadores.

O documento foi entregue por um homem chamado Sérgio Cassiano da Silva e recebido pelo presidente da Câmara, Luiz Márcio Pereira.

No pedido, o homem alega que o prefeito ordenou despesas não previstas em lei. De acordo com o documento, ele teria incorrido em “infrações político-administrativas”. A peça diz ainda que Ticiano não representa o Executivo de Granjeiro ao, em tese, ter cometido um crime para ocupar o cargo.

Ticiano e o pai, o ex-prefeito Vicente Tomé, são suspeitos de participar da morte de João Gregório, no último dia 24 de dezembro. Os dois tiveram pedido de prisão pela Polícia Civil. Mas a Justiça autorizou apenas o monitoramento de Vicente através de tornozeleira eletrônica.

Na próxima semana os vereadores farão a leitura do documento e começará a apreciar o conteúdo. De acordo com o presidente da Casa, ao trâmite é demorado. “O recebimento do documento não implica no afastamento imediato do prefeito”, explica.

Compartilhar:
Comentar:
*Publicidade