Duelos deste domingo (26), definem "campeão" e último rebaixado - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Duelos deste domingo (26), definem “campeão” e último rebaixado
A primeira fase do Campeonato Cearense será concluída neste domingo
Redação
Ontem, no Estádio Presidente Vargas, Atlético e Caucaia fizeram uma disputada partida FOTO: José Leomar

A 1ª Fase do Campeonato Cearense chega a seu momento de definição com o complemento da 7ª rodada. Hoje serão dois jogos, que definirão o campeão e ganhador da vaga na Copa do Brasil de 2021, além do último rebaixado para Série B. Em campo, estarão Floresta contra Guarany de Sobral, no Raimundo de Oliveira, e Ferroviário ante o Barbalha, no Elzir Cabral. Enquanto Guarany e Barbalha duelam pelo título da 1ª Fase, o Floresta precisa vencer para evitar o rebaixamento, com o Ferroviário já classificado para a 2ª Fase e sem chances de título.

Representantes do interior na elite do Campeonato Cearense, Barbalha e Guarany de Sobral chegam na última rodada brigando “tête-à-tête” pelo título da 1ª fase do Estadual, ambos com 14 pontos conquistados em seis jogos. Apesar das duas equipes estarem empatadas em número de pontuação, a vantagem, por conta do saldo de gols é da Raposa dos Verdes Canavais.

Campeã da 1ª Fase da competição no ano passado e com vaga garantida para a Copa do Brasil deste ano, a conta para que o Barbalha repita o feito é bem simples: basta vencer com um placar que lhe mantenha à frente do Guarany no saldo de gols. Hoje a vantagem do Barbalha é de 3 gols de saldo: 9 a 6. Mas, caso não consiga superar o Ferroviário, o time do Cariri precisa torcer para que o Guarany também não consiga triunfar sobre o Floresta. Em caso de derrota, apenas um revés do Bugre dará à Raposa a honraria de ficar com a taça.

Seu adversário, o Ferroviário não almeja mais nada nesta primeira etapa. Pois, com a sequência ruim no início da competição e a vitória na última rodada, o Tubarão da Barra não sofre o perigo de ser rebaixado nem tem chances de chegar ao topo da tabela. Em seis jogos, o elenco coral somou nove pontos com duas vitórias, dois empates e uma derrota, sendo o terceiro colocado até aqui.

Pelo lado de Sobral, a torcida do Cacique do Vale tem muitos motivos para estar radiante. Isso porque, assim como o Barbalha, o Guarany também está muito perto de conquistar o seu objetivo de levantar a taça da primeira fase do certame cearense. Tendo um grupo formado com jogadores experientes e alguns jovens atletas, o rubro-negro foi além do esperado e tomou como principal missão o título. Para isso, buscou a contratação de profissionais que tiveram boas atuações no futebol cearense nos últimos anos e com uma determinada experiência para ter respaldo de ir em busca dos objetivos, como são os exemplos Siloé, Esquerdinha, o goleiro Mauro, Patuta e Ciel.

“Sabemos que não será um jogo fácil porque eles estão lutando pela permanência. Esperamos fazer uma grande partida e, consequentemente, conquistarmos uma vitória. Aí, vamos esperar o que acontece no jogo do Barbalha”, disse o técnico Washington Luiz, do rubro-negro.

“O jogo deles (Barbalha) também não será dos mais fáceis. O Ferroviário é um time grande. Agora é esperar o fim da rodada e consegui dar a resposta ao nosso torcedor, diretoria e patrocinadores buscando o título porque é a conquista que faz você marcar sua história no clube”, completou.

Destaque

Artilheiro do Estadual com seis gol em seis jogos, Ciel é uma das peças mais importantes desse grupo. Convidado pelo técnico Washington Luiz, com quem trabalhou e foi campeão na 2ª divisão do Cearense e da Taça Fares Lopes em 2019 pelo Caucaia para integrar o time sobralense, o atacante de 37 anos vive grande fase dentro de campo. Um homem de muita fé, Ciel afirma que ter uma família dentro da equipe é a peça chave do sucesso. “No meio do futebol é muito complicado para se construir uma família no clube. Passei no Caucaia e construi uma família. Vim para o Guarany e construi uma família também. A gente não pode deixar nada de negativo influir, só coisas positivas”, disse o atacante.

Tendo que conter todas as emoções pré-decisão, os jogadores do Guarany precisam colocar na ponta do lápis o que é preciso para que se sagre campeão da 1ª fase do Cearense e, além da taça, também seja o dono da vaga da Copa do Brasil de 2021.

Desespero

O Floresta chega para a última rodada dependendo apenas de si para permanecer na elite. Em sétimo colocado com cinco pontos, o Lobo da Vila entrará em campo respirando pela permanência. A sobrevida do Floresta foi garantida ontem pelo time do Pacajus, que empatou em casa diante do já rebaixado Horizonte por 1×1, depois de ter aberto o placar.

Assim, o Pacajus estacionou nos sete pontos ganhos. Ao Floresta, que tem cinco, basta uma vitória simples logo mais contra o Guarany para se livrar do rebaixamento e avançar à segunda fase do Estadual, que já começa no meio da semana. Ou seja, um empate não serve para o Floresta, que seria rebaixado.

Outro jogo que definiu os rumos da luta contra rebaixamento foi Atlético Cearense e Caucaia, no PV. O confronto era direto pela permanência e teve a vitória da Águia por 2 a 1, gols de Emerson Catarina e Bolota, com Paulinho “P10” descontando para a Raposa metropolitana.

O resultado fez o Atlético chegar aos 8 pontos e se classificar para a 2º Fase, deixando o Caucaia também com 8 pontos, mas dependendo do tropeço do Pacajus para comemorar a permanência e classificação. Com o empate em 1 a 1 em Pacajus, ambos deixaram o gramado comemorando.

“Temos que nos preparar melhor e esquecer essa 1ª Fase do Estadual. Jogamos muito abaixo do esperado pelo grupo que temos e agora é esperarmos a 2ª Fase e jogarmos o futebol que o Atlético pode jogar”, declarou um aliviado Bolota, autor do gol da vitória da Águia da Precabura.

Diário do Nordeste

Compartilhar:
Comentar:
*Publicidade