Mortes de adolescentes acendem alerta no Cariri; região não pode se acostumar com a barbárie - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Mortes de adolescentes acendem alerta no Cariri; região não pode se acostumar com a barbárie
Felipe Azevedo
Lindiane foi executada a tiros em Várzea Alegre (Reprodução)

O Cariri acendeu alerta nos últimos dias. Três adolescentes foram mortos brutalmente na região, um crime pouco comum em comparado com outros locais do estado. É preciso resposta rápida e atenção das autoridades..

A região ainda se recupera da morte do prefeito João Gregório, de Granjeiro. O assassinato até o momento não tem uma resposta definitiva, e é um dos principais acontecimentos políticos da história recente. Uma tragédia sem precedentes no Cariri e que precisa ter uma resposta a altura.

Ainda no dia 3 de janeiro, Jeferson Eduardo foi baleado e morreu no Crato aos 15 anos. Mais tarde, no dia 15, Thayoron Araújo, de mesma idade, foi morto a tiros na mesma cidade. No dia 30, Julio Henrique, de apenas 14 anos, foi esfaqueado e morreu em Juazeiro do Norte.

A notícia dessa madrugada não foge muito do mesmo aspecto. Uma garota identificada como Lindiane foi brutalmente assassinada a tiros em Várzea Alegre. Anteriormente, a jovem gravou um vídeo de “desfiliação” de uma facção criminosa.

O número de CVLI’s  – homicídios, latrocínios, feminicídios e lesões corporais seguidas de morte – em janeiro de 2020, cresceu 35,9% no Ceará, em comparação com igual mês do ano passado, segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social.

É preciso cuidado, o Cariri não pode se tornar terra de barbárie.

 

 

Compartilhar:
Comentar:
*Publicidade