Despesas elevadas podem tirar Guarani da Arena Romeirão - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Despesas elevadas podem tirar Guarani da Arena Romeirão
Desde a inauguração da Arena Romeirão Mauro Sampaio que o Guarani ainda não jogou no estádio
Toni Sousa
Guarani de Juazeiro (Foto: Reprodução)

Desde a inauguração da Arena Romeirão Mauro Sampaio que o Guarani ainda não jogou no estádio. Mas, o momento financeiro do clube e as elevadas despesas do local durante os jogos estão fazendo os dirigentes pensar na possibilidade de mandarem os jogos do Leão do Mercado em outro lugar.

Nesta terça-feira (10) o Cariri FC enfrentou o Horizonte, em partida válida pela Série B do Campeonato Cearense. A renda foi de R$10.896,00, para um público pagante de 1.312 pessoas. Apesar os custos do jogo foram de R$ 5.000,00 de borderô e as demais despesas foram de R$ 18.860,00 chegando a um total de R$ 23.860,00. Portanto, a direção do Cariri FC teve que pagar ainda R$ 12.970,00.

Após observar as despesas das partidas realizadas na Arena Romeirão há dirigentes que já pensam favorável na mudança de mando de campo do Guarani. O jogo contra o Cariri FC, marcado para a próxima terça-feira (17), continuará no Romeirão, mas as outras podem mudar. As opções são os estádios Lírio Callou, em Barbalha, e o Mirandão, em Crato. Em conversa com a nossa reportagem, o presidente do Leão do Mercado, Robério Arrais, não descartou as mudanças, mas disse que tudo será avaliado em conjunto com a diretoria. Também destacou que o Guarani passa por limitações financeiras e que buscarão a melhor solução para o clube.

Compartilhar
Comentar
*Publicidade