Cid se afasta para tratar estratégias políticas; manobra agita bastidores no Cariri - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Cid se afasta para tratar estratégias políticas; manobra agita bastidores no Cariri
Crato, Juazeiro do Norte, Milagres, Mauriti, Brejo Santo e Caririaçu terão decisões políticas tomadas na mesa de negociação pedetista.
Felipe Azevedo
Com licença de Cid Gomes, ferve o jogo político no Cariri (Foto: Agência Miséria)

O senador Cid Gomes protocolou hoje (4) o pedido de licença do Senado por 120 dias por motivos particulares. As duas justificativas oficiais agitam o jogo político no Cariri, onde o partido exerce influência direta nas principais cidades da região. Cid fica na Casa até o dia 11 de dezembro, quando assume o suplente Prisco Bezerra, irmão do prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio.

Crato, Juazeiro do Norte, Milagres, Mauriti, Brejo Santo e Caririaçu terão decisões políticas tomadas na mesa de negociação pedetista, no total são 51 prefeituras em todo o estado sob a tutela do partido.

Afastado de Brasília, Cid assumirá o lugar do atual presidente da sigla no Ceará, o deputado federal André Figueiredo. O novo posto dá aos irmãos Ferreira Gomes o que já era esperado aos atentos nos bastidores: eles tomarão as decisões estratégicas no tabuleiro de 2020.

Em Juazeiro do Norte, maior cidade do interior, o ex-governador já deu a primeira cartada.

Contrariando André, Cid declarou apoio antecipado à reeleição de Arnon Bezerra (PTB). Semanas antes, o partido estava com Gilmar Bender, uma decisão informada por André em entrevistas. Com a nova direção do PDT, valerá a palavra do FG. André, portanto, perde protagonismo, agora concentrado em Cid e Ciro Gomes.

Em Brejo Santo o senador licenciado conversa com o ex-prefeito e deputado estadual Guilherme Landim. Com a tia na prefeitura, Guilherme não terá dificuldades maiores em enfrentar a oposição no município. Em entrevista ao Miséria, garante que as tratativas políticas já começaram e que o PDT não abre mão do protagonismo no sul do Ceará. Landim permanecerá na disputa em Missão Velha sem o PDT, mantendo a aliança com o atual prefeito, do MDB.

Já em Mauriti o prefeito Mano Morais vai enfrentar a disputa direta com o PT, que deve oficializar a candidatura do ex-prefeito Isaac Júnior. Nos bastidores ele já garante que é candidato. Isaac tem a força do deputado federal José Nobre Guimarães.

Quem também vai contar com a força de Cid nas articulações são os prefeitos de Milagres Lielson Landim, e de Caririaçu Edmílson Leite.

Em Caririaçu há uma particularidade. O ex-prefeito João Marcos ensaia a ida para o PSD, partido liderado pelo ex-deputado federal Domingos Filho. Domingos esteve recentemente na casa de Cid, onde firmaram parceria política. Com João Marcos no PSD, Domingos pleiteará um bom lugar na chapa. Nesse cenário, Cid terá de ser habilidoso com Edmílson.

Em Crato a situação é a mais consolidada. Há um consenso no Abolição para reeleição de Zé Aílton Brasil, atualmente no PP. Existe um ensaio para que ele aproveite a janela e mude para o PDT em abril, mas nada mais que especulação no momento. A teoria toma força pela figura de André Figueiredo, um defensor de Zé Ailton, com possibilidade remota de rompimento.

O PT deve ser vice na chapa. Na oposição, o MDB de Rafael Branco toma fôlego após o ex-prefeito Zé Adega garantir a pré-candidatura. Fica incerta a posição do ex-deputado estadual Dr. Leitão, um nome forte do PDT na cidade e, por sinal, sogro de Cid Gomes.

Compartilhar
Loading spinner
Avalie esta notícia
Comentar
*Publicidade