Convocados por deputado, policias ameaçam paralisar por falta de reajuste no Ceará - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Convocados por deputado, policias ameaçam paralisar por falta de reajuste no Ceará
Felipe Azevedo
PM's lotaram corredores da AL na manhã desta quinta, 5 (Foto: Reprodução)

A Assembleia Legislativa do Ceará esteve lotada de policiais e bombeiros na manhã desta quinta-feira (5). A manifestação foi convocada pelo deputado Soldado Noélio (PR), que faz oposição ao governador Camilo Santana (PT), e defende mudanças na carreira da categoria, incluindo o reajuste salarial.”Se não melhorar, a polícia vai parar”, gritavam os presentes.

O parlamentar desafiou o governo a tomar ciência do salário de um policial militar do estado e comparar ao pago pelo governo do Maranhão. “Sabe quanto o governador que é aliado do Camilo Santana paga aos policiais do Maranhão? R$ 1.500 a mais que ele. São cinco anos encolhendo o salário desses profissionais que não estão pedindo nenhuma regalia, apenas o que lhe é de direito”, apontou.

Ouça entrevista

 


Em tempo

O deputado relembrou a paralisação da categoria no ano de 2011, onde foi assinado um acordo em que o Governo do Estado se comprometia em reajustar o salário da categoria, porém, segundo ele, só foi paga a primeira parcela. “O Estado deu um calote em seus policiais. Além disso, desde 2015 as associações apresentaram tabelas de salários que não são cumpridas”, reclamou.

Soldado Noélio informou que a ida da categoria à Assembleia nesta quinta-feira seria apenas a primeira, e que a quantidade de policiais e bombeiros que viriam na próxima vez dependeria da resposta do Governo.

O deputado André Fernandes (PSL) parabenizou o colega Soldado Noélio pela defesa da categoria. “Não vamos baixar a cabeça. Tem que ter reajuste para a tropa sim”, defendeu.

Assista

Compartilhar:
Comentar:
*Publicidade