Cotado para vaga de Dino, Lewandowski viaja com Lula a Emirados Árabes - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Cotado para vaga de Dino, Lewandowski viaja com Lula a Emirados Árabes
Lewandowski, que deixou o STF em abril ao completar 75 anos e foi substituído por Cristiano Zanin, é um dos possíveis sucessores de Flávio Dino no Ministério da Justiça.
Raiana Lucas
Foto: Igo Estrela

Na segunda-feira (27), o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, embarcou para os Emirados Árabes com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Eles irão participar da 28ª Conferência das Nações Unidas para Mudanças Climáticas (COP-28). Lewandowski, que deixou o STF em abril ao completar 75 anos e foi substituído por Cristiano Zanin, é um dos possíveis sucessores de Flávio Dino no Ministério da Justiça.

Lula tem uma grande admiração por Lewandowski e pretende discutir com ele a possibilidade de dividir o Ministério da Justiça, criando um novo ministério para a Segurança Pública. No entanto, ainda não há consenso sobre essa divisão dentro do governo.

Dentro do PT, Jorge Messias, ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), e Marco Aurélio Carvalho, coordenador do grupo Prerrogativas, são citados como possíveis substitutos de Dino. Porém, se depender de Dino, o escolhido será Ricardo Capelli, secretário-executivo e membro do comitê que acompanha a execução do decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para combate ao crime organizado no Rio. Capelli e o PT disputam nos bastidores o comando do Ministério da Justiça.

Outro nome sugerido à vaga de Dino é o da ministra do Planejamento, Simone Tebet, com o argumento de que seria importante ter uma mulher à frente da pasta. Nesse cenário, a Segurança Pública seria separada da Justiça. A proposta teria sido feita com o objetivo de substituir Tebet, que é advogada, por um nome técnico no Planejamento. No entanto, a liderança do MDB, partido de Tebet, duvida que o PT aceite ceder a Justiça, mesmo que desidratada.

Compartilhar
Comentar
*Publicidade