TSE não autoriza envio de tropas federais para reforçar segurança do Cariri nas eleições - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
TSE não autoriza envio de tropas federais para reforçar segurança do Cariri nas eleições
A expectativa é que a solicitação feita pelo Tribunal Regional do Ceará entre, a qualquer momento, na pauta de votações do TSE.
Felipe Azevedo
(José Leomar/SVM)

Nada feito. Não haverá presença de tropas federais em cidades do Cariri no dia 15 de novembro. Isso porque, mesmo com o parecer favorável do governador Camilo Santana, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que o Ceará ficará de fora da rota que dará reforço no pleito. Crato, Juazeiro e Barbalha seriam as cidades do Cariri que teriam a, em tese, a presença das tropas.

O TSE autorizou o envio da força nacional para os estados do Acre (20 municípios), no Amazonas (31 municípios), no Maranhão (98 municípios), em Mato Grosso (6 municípios), no Pará (72 municípios), no Rio Grande do Norte (114 municípios) e em Tocantins (7 municípios).

O pedido recebeu o aval do governador Camilo Santana, mas não entrou na pauta da sessão do TSE dessa terça-feira que aprovou o envio dos militares das Forças Armadas para 348 cidades de 7 estados brasileiros. A expectativa é que a solicitação feita pelo Tribunal Regional do Ceará entre, a qualquer momento, na pauta de votações do TSE.

Compartilhar
Loading spinner
Avalie esta notícia
Comentar
*Publicidade