57 açudes do Ceará ainda estão em situação crítica - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
57 açudes do Ceará ainda estão em situação crítica
Apesar da diminuição da seca no estado, o nível dos açudes continua abaixo de 30%
Yanne Vieira
Açude Olho D'água em Várzea Alegre (Foto: Reprodução)

De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as precipitações de março ficaram 30,6% acima da média. Esse número influenciou diretamente no aumento de açudes com 100% da capacidade no Ceará.

Em abril, o monitor de secas apontou que o estado está com 81,13% do seu território sem seca aparente. Considerando a Quadra Chuvosa, que teve início em fevereiro e segue até o fim de maio, as precipitações encontram-se em torno da normal climatológica.

O pesquisador da Funceme Francisco Vasconcelos explica que apresentar maior parte do território sem seca relativa significa que o Estado passa por um período normal ou de superávit hídrico naquela porção. Porém, a situação hídrica segue em atenção.

Atualmente, 57 dos 156 reservatórios monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) encontram-se com volume abaixo de 30%. O Castanhão, maior açude para múltiplos usos do Estado, apresenta 22,59% da sua capacidade total.

Dos 38 açudes que estão sangrando, 4 são da Bacia do Salgado. A região tem volume parcial de 58,59%.

 

Compartilhar
Comentar
*Publicidade