Ministério Público Federal aciona prefeita de Jati sobre distribuição do precatório do Fundef - Site Miséria 

Compartilhar
Publicidade
Publicidade
e-Política

Madson Vagner

Jornalista e escritor. Madson Vagner atua como diretor de jornalismo e comentarista da Rádio 100 FM e colunista político do Jornal do Cariri. É correspondente colaborador dos jornais O Estado de S. Paulo e O Globo do Rio. Faz parte dos quadros de autores da Editora Novo Século.

e-Politica

Madson Vagner

Jornalista e escritor. Madson Vagner atua como diretor de jornalismo e comentarista da Rádio 100 FM e colunista político do Jornal do Cariri. É correspondente colaborador dos jornais O Estado de S. Paulo e O Globo do Rio. Faz parte dos quadros de autores da Editora Novo Século.

Ministério Público Federal aciona prefeita de Jati sobre distribuição do precatório do Fundef

A denúncia alega falta de clareza na destinação dos 60% aos professores. O MPF solicitou a criação de um plano de ação e o envio de documentação.

A prefeita de Jati, Neta Diniz, está às voltas com mais uma ação judicial. Desta vez a ex-presidente do Sindicato dos Servidores do Município, professora Nesci, acionou o Ministério Público Federal, pedindo o bloqueio do precatório do antigo Fundef. Nesci alega falta de clareza na destinação dos 60% dos recursos, legalmente pertencente aos professores que atuaram entre os anos de 2005 e 2006.

Ao saber da ação, a prefeita teria se reunido com atual diretoria do Sindicato e lançou proposta de dividir os recursos com todos os professores. A avaliação é que Neta tenta tumultuar o processo. Os professores do período propuseram acordo, mas a prefeita não aceitou.

Em abril deste ano, o MPF solicitou a criação de um plano de ação e o envio de documentação. Vencido o prazo, a prefeita pediu novo prazo. Para os professores, a prefeita tenta burlar a Justiça.

Compartilhar
Loading spinner
Avalie esta notícia
Comentar
Publicidade
Governo do Estado
Publicidade