Quarta-feira
24 de Janeiro de 2018
Publicidade
Publicidade
Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2018
Publicidade
Publicidade
Violência

No Ceará, homicídios aumentam 65% no Natal e 60% no Réveillon

Somente no dia 25 de dezembro, 19 pessoas foram mortas (Foto: Reprodução)
Em 12/01/2018 às 13:50

Acompanhando a tendência de aumento dos homicídios ao longo de 2017, os assassinatos no Ceará, durante os feriados de Natal e Réveillon, também apresentaram alta. Somente entre os dias 24 e 25 de dezembro, 28 pessoas foram mortas. Houve 9 casos no dia 24 e outros 19 no dia 25. Um crescimento de 65%, com relação ao mesmo período de 2016.

Já no dia 31 do mesmo mês, 16 homicídios foram registrados. Comparado ao Réveillon de 2016, o aumento foi de 60%. Os dados do feriado do dia 1º de janeiro deste ano não estão disponíveis.

Entre os dias 24 e 25 de dezembro, 28 pessoas foram mortas. No dia 31 do mesmo mês, 16 homicídios foram registrados

Considerando todo o mês de dezembro, pelo menos 431 pessoas foram assassinadas no Estado. O número supera a projeção feita pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), de 422 ocorrências. Houve, em média, 14 casos por dia.

Recorde

Conforme estimativa feita pelo O POVO, 2017 foi o ano mais violento da história do Ceará. Houve, pelo menos, 5.112 assassinatos. Nunca se matou tanto no Estado. Conforme dados disponíveis, foi o pior resultado dos últimos 19 anos, superando 2014 (4.439 homicídios), considerado o ano mais violento, até então. A média de mortes diárias para o ano inteiro também foi de 14 casos.

Os dados preliminares foram obtidos pelo O POVO e cruzados com informações já publicadas pela SSPDS. Os números consolidados serão divulgados hoje, às 15 horas, durante reunião de monitoramento, que será realizada no Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), na sede da pasta, no bairro São Gerardo.

Participarão da reunião a cúpula da SSPDS, além dos comandos da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Perícia Forense e Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp), como parte das ações estratégicas do programa “Em Defesa da Vida”. Não há confirmação da presença do governador Camilo Santana (PT).

Fonte: O Povo

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira