Domingo
23 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Pólio e sarampo

Vacinação no Ceará será ampliada para sábado a fim de atingir meta

Em 31/08/2018 às 11:40
Compartilhar
Em Fortaleza, a cobertura vacinal da poliomielite estava, até ontem, em 62.57% e, em relação ao sarampo, apenas 62.92% do público alvo (Foto: Reprodução)

Sem conseguir alcançar a meta estipulada pelo Ministério da Saúde, o Estado do Ceará prorrogará, por um dia, a Campanha Nacional de Vacinação contra Sarampo e Poliomielite, iniciada no último dia 6. O novo prazo final da campanha é este sábado (31). O propósito era imunizar, no mínimo, 95% de todas as crianças na faixa etária entre 12 meses e 4 anos, 11 meses e 29 dias, de forma homogênea, para evitar a manutenção ou formação de bolsões de não vacinados. No entanto, até ontem, o Estado havia atingido cobertura vacinal de 85,36% para a poliomielite e 86,4% para o sarampo.

A lacuna de quase 10 pontos percentuais do público alvo - 483.724 das 509.183 crianças nessa faixa etária - fez com que a Secretária da Saúde do Estado (Sesa) instituísse mais um "Dia D", amanhã, dia 1º de setembro, cuja meta é vacinar cerca de 3,3 milhões de crianças. No Ceará, das 184 cidades, cerca de 100 já atingiram a meta do Ministério, segundo da Sesa. "Além destes (cem municípios) outras estão com o índice bem próximo de atingir a meta. De um modo geral, estamos bem, atingimos a segunda maior cobertura do Nordeste e a sexta do Brasil", destaca Ana Vilma Leite, coordenadora Estadual de Imunizações.

Em Fortaleza, os números estão aquém se comparados à média do Estado. A cobertura vacinal da poliomielite estava, até ontem, em 62.57% e, em relação ao sarampo, haviam sido vacinados apenas 62.92% do público alvo. No posto de saúde Carlos Ribeiro, no bairro Jacarecanga, uma enorme fila se formou desde as primeiras horas do dia.

De acordo com Solange Holanda, responsável técnica de enfermagem da unidade, cerca de 190 injeções de poli e sarampo estão sendo aplicadas diariamente. Para amanhã, a estimativa é vacinar cerca de 700 crianças. Conforme explica, "o índice de cobertura na Capital tende a estar bem melhor. Muitas vezes, não conseguimos enviar os relatórios no mesmo dia, seja devido ao sistema ou à alta demanda. Então, o Ministério acaba não conseguindo atualizar", ressalta, ao considerar que "a meta será alcançada".

Em Fortaleza, serão 19 postos de saúde abertos ao longo de todo o sábado. A projeção é uníssona. De acordo com a coordenadora Ana Vilma, "a grande maioria das cidades cearense já atingiram a meta ou restam apenas um pequeno contingente para alcançar o número estipulado pelo Ministério. Nas cidades onde a cobertura está um pouco menor, haverá uma grande força-tarefa neste sábado para atingir tal índice".

Conscientização

A dona de casa Mônica Roberta Neves, 33, passou meia hora na fila aguardando a imunização do filho Matheus Neves, de quatro anos. Ela conta que a espera é "válida pois a saúde dele está à frente de qualquer outra coisa". A costureira Cristiane Freitas, 32, também levou o filho para ser imunizado. "Riquelme recebeu todas as vacinas. Estou sempre atenta ao calendário, para que não falte nenhuma".

A médica Luana Costa Barbosa observa, entretanto, que "infelizmente" não há uma homogeneidade de conscientização. Embora existam diversas campanhas de divulgação do Governo, "muitas pessoas ainda não possuem a real dimensão do quão importante são essas vacinas".

Fonte: Diário do Nordeste

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira