Segunda-feira
24 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Lavras da Mangabeira

Cearense viraliza com áudios humorísticos "adulando" Lula

Em 04/09/2018 às 10:15
Compartilhar
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante passagem da Caravana pelo Nordeste (Foto: Reprodução/ Brasil de Fato)

"Se a justiça liberar Lula, não deixar ele ir preso, tenho coragem de botar ele na garupa da bicicleta e ir pagar promessa com ele. Quando eu vejo ele na garupa me dá força para pedalar no meio do sol".

"Menino, hoje eu amanheci pior do que os outros dias, com vontade de votar em Lula".

"Aqui quando eu chego de final de semana em casa, macho, eu como uma galinhazinha capoeira, cozinhada com cuscuz, e não me lembro de outra pessoa, só de Lula. Vontade de dar as duas coxas e os dois encontros pra ele. Fico pensando, será que o bichinho já almoçou?".

Essas são algumas das mensagens de áudio que o cearense Pedro Félix, morador da cidade de Lavras da Mangabeira, tem enviado por Whatsapp. O que começou como uma brincadeira entre amigos acabou viralizando, e hoje pessoas de todo o país pedem e recebem os áudios de Pedro. Mas ele destaca que apesar do tom humorístico, as mensagens são verdadeiras.

"É tudo verdade, o que eu falo sai de dentro de mim, do meu coração. Se eu pudesse eu faria tudo aquilo que eu digo nos áudios com ele. Mas eu falo com um pouco de humor, carinho a mais do que eu sinto, mas que eu sinto, eu sinto. Lula para mim foi tudo na minha vida. Um pouco da minha história, e quem mudou ela, foi Lula, com a chegada dele na presidência", conta.

Quem ouve os áudios pode até acreditar que Pedro é radialista ou humorista. Mas ele destaca que mora na roça, trabalha com construção, e que as histórias que conta sobre como o ex-presidente transformou o Nordeste são reais.

"Quando pequeno a gente sofria muito, a gente é do sertão, pobre, sem chance, e as oportunidades vieram quando Lula era presidente. Hoje o padrão de vida é outro, a gente tem uma expectativa maior. Tanto presidente que passou e ninguém conseguiu, e Lula conseguiu", afirmou .

O construtor começou a fazer os áudios na época em que teve início o processo de Impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff. Hoje, seu celular fica frequentemente travado com o volume de mensagens que recebe pedindo áudios sobre o Lula. Desde então, ele já deu uma série de entrevistas para rádios locais e é chamado para fazer propagandas de lojas, falando em nome do ex-presidente.

"Paraíba, Pernambuco, Maranhão, todo mundo me conhece. É uma coisa fora do comum, eu nunca pensei que fosse chegar uma repercussão desse tamanho. Eu vejo o amor que o pessoal tem por Lula, e a maneira de eu falar se encaixou com eles. Muita gente também diz que não votava em Lula mas pelos meus áudios vão passar a votar. Muitas pessoas me ligaram já dizendo que daqui para frente vão adular Lula que nem eu", afirmou.

Entre os áudios mais famosos de Pedro estão os que ele relata sonhos que teve com o ex-presidente Lula. Em um deles, ele conta que recebeu um molho de chaves da Sede da Polícia Federal de Curitiba das mãos do próprio juiz Sérgio Moro, mas na hora de achar a chave da cela de Lula, se embaralhou todo e não conseguiu livrá-lo a tempo.

"Minha família é a família Félix, é uma família que sonha muito. Eu tinha um tio que enchia os potes de água, antes da gente ter geladeira, e fazia isso de noite, dormindo. Minha família é de gente dessa natureza, a gente sonha quando tem uma vontade", afirmou.

Apesar de toda a paixão que Pedro cultiva por Lula, ele conta que nunca teve a chance de conhecer o ex-presidente. Na Caravana Lula pelo Nordeste, que aconteceu no segundo semestre de 2017, Lula visitou a cidade de Cedro, perto do município de Pedro, mas ele afirma que o "destino não permitiu que se encontrassem".

"Ele prometeu que vinha em Várzea Alegre, outra cidade vizinha, e eu pensei ´pronto, essa não perco não´. Mas houve esse processo com ele, esse acontecimento que foi uma tragédia pro Brasil inteiro e principalmente para mim. Eu fiquei triste demais, no dia que ele foi preso lá em Curitiba, até um galinho que eu tenho aqui caiu do puleiro", disse.

Brasil de Fato

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira