Cultura
"Escutar o índio"
Artistas do Cariri bordam homenagem ao povo indígena, em Portugal
Por:
Jornalista Alana Soares
Em 21/04/2019 às 08:20

Professora Cleo do Vale, membro do Wa Coletivo, ao lado da obra. (Foto: Divulgação)

Compartilhar

As mulheres do Wá Coletivo, grupo de bordadeiras do Cariri, estão em terras além-mar. Em Portugal, desenharam, bordaram e colaram uma homenagem ao povo indígena Ashaninka, etnia presente no Peru, Bolívia e Brasil, ao mesmo tempo em que fazem um alerta para a situação dos povos originários e da natureza nestes países.

A obra, assinada pela artista convidada Aglaíze Damasceno, foi instalada na cidade de Guimarães, no país português, no último dia 19, data que marcou o Dia do Índio no Brasil.

O que é bordado urbano? Leia mais aqui. 

O trabalho traz a palavra “Escuta” na representação de uma mulher Ashaninka com sua preciosa pintura corporal e o bordado traz o coração com o “olho que tudo vê” e a representação da “espada de São Jorge”, planta considerada amuleto da sorte e representação da força. 

Leia mais sobre o trabalho do Wa Coletivo aqui.

Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Vapt-Vupt de Juazeiro completa cinco anos e já atendeu 2,3 milhões de pessoas. Como você avalia o atendimento?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor