Cariri
Encontrada em entulho
Pedra Cariri com fósseis de peixes é entregue no Geopark Araripe, em Crato
Compartilhar

O professor Álamo Feitosa analisa a Pedra Cariri encontrada em Juazeiro do Norte (Foto: Guto Vital/Agência Miséria)

Por Ana Lima e João Boaventura Neto
Em 05/09/2018 às 09:00
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na última segunda-feira, dia 3, a reportagem do site Miséria entregou nas mãos do professor doutor Álamo Feitosa, uma Pedra Cariri encontrada pelo pintor juazeirense Paulo Donizete dos Santos, em um entulho de construção do condomínio Conviver, no Bairro Aeroporto, em Juazeiro do Norte.

Álamo é coordenador do Laboratório de Paleontologia da Universidade Regional do Cariri. Ele elogiou a atitude do pintor afirmando que "(...) homens com essa honestidade me fazem acreditar que a humanidade ainda tem jeito (...)", descreveu a importância de se direcionar esses achados ao GeoPArk Araripe.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
A Pedra Cariri, também chamada popularmente de Pedra de Santana, contém dois exemplares de esqueletos fósseis do peixe denominado cientificamente de Dastilbe Crandali.

Um  peixe ósseo  de água doce e pertencente ao  grupo ancestral dos bagres. Os fósseis dessa espécie são encontrados em volume de milhares e são datados do período Cretáceo Inferior Aptiano, correspondente há aproximadamente 120 milhões de anos.
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Assista ao vídeo

Publicidade
Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Você possui plano de saúde?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor