Terça-feira
17 de Outubro de 2017
Publicidade
Publicidade
Terça-feira, 17 de Outubro de 2017
Publicidade
Publicidade
Atentado
Rússia diz terrorista que atacou metrô recebeu dinheiro de grupo terrorista internacional
Foto mostra vítimas da explosão no chão da plataforma em São Petersburgo, na Rússia (Foto: G1)
Em 20/04/2017 às 14:45

Investigadores russos disseram nesta quinta-feira que o homem suspeito de detonar uma bomba no metrô de São Petersburgo no início do mês tinha recebido dinheiro de um "grupo terrorista internacional" na Turquia, informou a agência de notícias RIA, citada pela Reuters.

O Comitê de Investigação da Rússia disse que Akram Azimov, irmão do suspeito de ter organizado o ataque, tinha transferido dinheiro da Turquia para o suposto responsável, Akbarzhon Jalilov, segundo a RIA.

O Serviço Federal de Segurança da Rússia, o FSB (antiga KGB), afirmou ter identificou o mentor do ataque que matou 14 pessoas no metrô de São Petersburgo, informaram as agências russas. A afirmação foi feita pelo chefe do Serviço de Segurança do país, Alexander Bortnikov.

A russa polícia já detém 10 pessoas suspeitas de estarem envolvidas no ataque. Os detidos são cidadãos procedentes de países da Ásia Central, a maioria em São Petersburgo, como suspeitos de colaboração com o Estado Islâmico (EI) e outras organizações terroristas.

Nesta segunda-feira (17), o FSB anunciou ter prendido Abror Azímov, suspeito de ter treinado o terrorista Akbarzhon Jalilov, que morreu na explosão, em 3 de abril. Azímov, que foi detido na região de Moscou, está passando por interrogatório, segundo agências locais.

Segundo a imprensa russa, várias pessoas do entrono de Jalilov lutaram na Síria ao lado de grupos jihadistas, mas as autoridades ainda não confirmaram que o EI esteja por trás do atentado suicida.

Jalilov, de 22 anos, nasceu no Quirguistão, mas recebeu em 2011 a cidadania russa e, desde então, residia na antiga capital da Rússia czarista.

 

g1

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal só é permitida com o devido crédito da fonte e, caso não se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, clique aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira