Cultura
Diretor
Tarantino pede desculpas por defender Polanski em caso de estupro
Compartilhar

Diretor confessou que foi ´ignorante, insensível e acima de tudo, incorreto´ (Foto: Reprodução/ Notícias ao Minuto)

Em 09/02/2018 às 09:30
Publicidade

Quentin Tarantino divulgou um comunicado ao site IndieWire, nesta quinta-feira (8), fazendo um pedido de desculpas pelo fato de ter insistido que Roman Polanski não era culpado de uma violação, durante uma entrevista com Howard Stern, em 2003.

“Quero pedir desculpa à Samantha Geimer pelas minhas observações no programa The Howard Stern Show sobre ela e o crime que foi cometido contra ela”, começou por dizer. “Quinze anos depois, percebi que estava errado. A Ms. Geimer FOI violada pelo Roman Polanski. Quando o Howard falou sobre o Polanski, incorretamente fui advogado do diabo para ser provocador. Não levei os sentimentos da Ms. Geimer em consideração e peço mesmo desculpa por isso”, adiantou.

Publicidade


Entretanto, Tarantino concluiu que foi “ignorante, insensível e acima de tudo, incorreto”.

Polanski foi acusado de drogar e violar uma garota de 13 anos em 1977.

Publicidade


Uma Thurman afirmou ao "New York Times" que Tarantino a pressionou a fazer uma cena de sexo nos bastidores do filme ‘Kill Bill’, o que culminou no ressurgimento da dita entrevista. Na altura, Tarantino afirmou que não considerava Polanski um violador, até porque apesar de ter feito sexo com uma menor, o mesmo alegou que na altura foi consentido.

NoticiasaoMinuto


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você é a favor de leis mais rígidas sobre conservação do patrimônio histórico municipal?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor