Quarta-feira
19 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Consulta imediata

Dor e inchaço nas pernas podem indicar trombose

Em 15/08/2018 às 16:40
Compartilhar
A Trombose Venosa Profunda, também conhecida como flebite, caracteriza-se pela formação de coágulos (trombos) nas veias profundas das perna (Foto: Divulgação)

Mais associada às pessoas idosas, a trombose venosa profunda (TVP) também pode acometer jovens e até crianças. “Em caso de dores, inchaço, vermelhidão e aumento da temperatura nas pernas, vá ao médico, pois se houver coágulos serão tratados com anticoagulantes ou cirurgia”, adverte o médico angiologista José Francisco Moron Morad.

O especialista explica que a doença é agravada pelo sedentarismo, longas viagens de avião, varizes, obesidade, tabagismo, diabetes e hipertensão. Observa que o risco fica muito maior para as mulheres com a soma de cigarro e pílulas anticoncepcionais.

"Exercício regular, peso equilibrado, tratamento de varizes, diabetes, hipertensão e abandono do cigarro ajudam a prevenir a doença”, explica Morad que também é conselheiro da Central Nacional Unimed. Em alguns casos, como em voos prolongados, o médico pode recomendar o uso de meias elásticas de compressão, para maior proteção de quem já tenha varizes e histórico familiar da doença.

Trombose venosa profunda

A TVP, também conhecida como flebite, caracteriza-se pela formação de coágulos (trombos) nas veias profundas das pernas, o que pode dificultar e até impedir a passagem do sangue. Além disso, há casos em que atinge outros órgãos, como pulmão e coração.

O tratamento é feito com medicamentos (via oral e injeções subcutâneas). Em manifestações mais agudas, é feita cirurgia para colocação de stent metálico (tubo expansível) na veia, desobstruindo-a.

Quadros anteriores da doença, histórico familiar, gravidez e período pós-parto, câncer, diabetes, hipertensão, doenças como a de Behçet (patologia que começa com aftas dolorosas) e macroglobulinemia de Waldenstrom (tipo de linforma não Hodgkin) aumentam os riscos de TVP.

Fonte: Diário do Nordeste

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira