Brasil
Ex-prefeito
Ministério Público de São Paulo acusa Haddad de enriquecimento ilícito por caixa 2
Em 28/08/2018 às 08:15

Ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (Foto: Reprodução/ Terra)

Compartilhar

O Ministério Público de São Paulo ingressou com ação de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de São Paulo e candidato a vice-presidente na chapa do PT, Fernando Haddad, em que pede a condenação do petista por enriquecimento ilícito, segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo desta terça-feira.

De acordo com o Estadão, a promotoria afirma que Haddad "tinha pleno domínio" do pagamento de uma dívida da campanha de 2012 à Prefeitura de SP com recursos de caixa 2 da empreiteira UTC, o que configura enriquecimento ilícito segundo a Lei de Improbidade. Como Haddad era um dos responsáveis pelas contas de campanha, as dívidas estavam atreladas a ele, acrescentou o jornal.

O teor da ação de improbidade apresentada pelo Ministério Público paulista é semelhante ao de denúncia feita à Justiça Eleitoral em maio pela Promotoria Eleitoral contra Haddad por suposto caixa 2 na campanha de 2012, de acordo com o Estadão.

Haddad nega que tenha cometido irregularidades na campanha.

O ex-prefeito é o provável substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na cabeça da chapa do PT para a eleição presidencial caso Lula seja impedido de concorrer com base na Lei da Ficha Limpa, uma vez que está preso desde abril por condenação em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá (SP).

Terra

Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Qual tipo de notícia regional você quer acompanhar com mais frequência no Site Miséria?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor