Polícia
Crime aconteceu em setembro de 2018
Suspeito de matar a ex-companheira e a ex-sogra em Iguatu é preso em Arneiroz
Por Agência Miséria
Em 15/06/2019 às 14:00

Irisvan foi preso na região dos Inhamuns, em Arneiroz, por policiais civis de Tauá. Ele é suspeito de matar a ex-companheira, Patrícia Vieira da Silva, e a ex-sogra, Maria Genaci Pereira (Foto: Richard Lopes)

Compartilhar

Policiais civis da Delegacia Regional de Tauá, na região dos Inhamuns, prenderam nesta sexta feira, 14, às 17 horas, em uma fazenda na localidade de Poço da Cruz, no município de Arneiroz, o feminicida, Irisvan Rodrigues da Silva, 34 anos, conhecido por ‘Maluco’.

Irisvan da Silva estava jantando em uma casa da fazenda, quando foi surpreendido pelo delegado titular de Tauá, Gisleian Lima e pelos inspetores William e Arlys.

No momento da prisão, o suspeito estava com uma faca e roupas femininas que foram apreendidas no local.

A prisão do suspeito ocorreu depois de uma troca de informações que partiu do delegado regional de Polícia Civil de Iguatu, Marcos Sandro Nazaré de Lira, com o delegado de Tauá, Gisleian Lima.

O crime

Irisvan Rodrigues estava com prisão preventiva decretada pela Justiça de Iguatu. Na madrugada do dia 20 de setembro do ano passado, Irisvan, não aceitando o fim do relacionamento que durou oito anos com Patrícia Vieira da Silva, que tinha 34 anos, foi até a casa dela e a matou a facadas.

A mãe de Patrícia, Maria Genaci Pereira, 56 anos, foi defender a filha e também foi morta a facadas.

O duplo homicídio ocorreu na localidade de Fomento, em Iguatu.

Irisvan, inicialmente, teria fugido para o distrito de Flamengo, município de Saboeiro e ultimamente trabalhava em uma fazenda de Poço da Cruz, em Arneiroz.

Confissão

Em depoimento na noite desta sexta-feira, ao delegado de Tauá, Gisleian Lima, Irisvan confessou que na madrugada de 20 de setembro de 2018, ele foi beber em um bar em frente a casa de Patrícia. Depois, a chamou para conversar e disse que estaria aguardando um amigo, mas em seguida foi tomado pela raiva e cometeu os crimes.

Maluco chorou em depoimento na delegacia de Tauá, mostrando arrependimento.

O delegado regional de Polícia Civil de Iguatu, Marcos Sandro Nazaré de Lira, revelou que o “suspeito demonstra ser um psicopata e que depois de matar a ex-companheira e a ex-sogra tentou matar também em uma festa no município de Catarina, a facadas, uma mulher”.

Os crimes chocaram a população da região na época. O acusado, preso em Tauá, encontra-se à disposição da Justiça de Iguatu.

As informações são do correspondente Richard Lopes

Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Você se sentiu ofendido com o comentário de Bolsonaro sobre os governadores do nordeste?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor