Ceará
Em Fortaleza
Jovem é preso por fabricar armas artesanais e vender a facções criminosas
Compartilhar

As armas apreendidas ainda estavam em processo de fabricação (Foto: Reprodução/ Tribuna do Ceará)

Em 22/02/2018 às 06:40
Publicidade

Um homem e duas mulheres foram presos nesta terça-feira (20) suspeitos de fabricar armas artesanais em uma residência no Conjunto Palmeiras, em Fortaleza.

Todos os três foram autuados em flagrante por porte de arma de uso restrito e outros crimes. As negociações das armas eram feitas através do celular de José Flávio Sombra, de 20 anos, responsável pela fabricação, distribuição e comercialização para membros de facções criminosas.

Publicidade


O delegado do 30º DP, Maurício Junior, informa que as investigações se iniciaram após a observação da apreensão de algumas armas de fabricação artesanal na região. Segundo explicou, com o aumento do número de apreensão, os criminosos buscavam alternativas para conseguir armas; uma das opções seriam as artesanais.

“A gente vê as armas aqui, elas ainda estão em fabricação. Ele deixava todas elas prontas para efetuar disparo com capacidade lesiva”. O delegado ainda diz que José fazia todo o desenho da arma para que funcionasse realmente.

Publicidade


Além de José, foram presas Gabriele de Lima Sousa, 19, e Ana Kamilla dos Santos, 26 anos. As mulheres foram encaminhadas à Delegacia de Capturas (Decap), já o homem segue preso no 30º DP.

Também foi apreendido um rádio que servia para comunicação entre os criminosos e maconha. Maurício afirma que as investigações continuam em andamento e que novas prisões podem ser feitas. “A polícia evitou que várias armas fossem fabricadas”, afirma o delegado. Nenhum dos envolvidos tinha passagem pela polícia.

Tribuna do Ceará


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você é a favor de leis mais rígidas sobre conservação do patrimônio histórico municipal?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor