Ceará
Até Maio
Açude Castanhão deixa de abastecer a Capital
Compartilhar

A manutenção da operação do Açude Castanhão ficará condicionada à chegada ao volume mínimo de 173,34 milhões de m³ até o dia 1º de março de 2018 (Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Em 28/02/2018 às 17:30
Publicidade

As águas do Açude Castanhão, em Alto Santo, não serão mais destinadas ao abastecimento complementar de Fortaleza e da Região Metropolitana até o fim da quadra chuvosa de 2018, que deve terminar em maio. A medida foi deliberada em resolução do Conselho de Recursos Hídricos do Ceará (Conerh), publicada no Diário Oficial do Estado do último dia 26 de fevereiro. O documento estipula que, ao fim do período mais intenso de precipitações, o reservatório "passará por nova avaliação".

Segundo o Conerh, a manutenção da operação do açude Castanhão ficará condicionada à chegada ao volume mínimo de 173,34 milhões de m³ até amanhã. Atualmente, o reservatório está com 148,69 milhões de m³, ou seja, guarda apenas 2,22% da capacidade total, conforme dados do Portal Hidrológico do Ceará.

Publicidade


Há um ano, esse mesmo volume era de 342,6 milhões de m³, correspondentes a 5,11% do total, que é de 6,7 bilhões de m³. Além disso, ficou resolvido que o volume de água fornecido pelo açude para os perímetros públicos de irrigação será reduzido em 30%, passando de 2,15 m³ por segundo para 1,5 m³ por segundo, conforme a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

Após o dia 1º de março, "o Conerh deliberará sobre novas medidas na operação do Açude Castanhão, assegurando o atendimento do abastecimento humano e da dessedentação animal", afirma a resolução, "com enfoque na alteração do cenário de aporte hídrico do reservatório e no fluxo de água dos rios que o abastece".

Publicidade


A Cogerh informa que está monitorando o comportamento dos rios/aportes aos reservatórios para subsidiar, com dados técnicos, a próxima reunião do Conselho, que será realizada no dia 6 de março para decidir sobre a suspensão ou não da água para a irrigação. "Ressalte-se que, no período chuvoso, a irrigação é apenas complementar, ocorrendo apenas em eventuais veranicos (período de estiagem com calor intenso)", afirmou o órgão através de nota. Nas últimas 24 horas, o nível do Castanhão aumentou 15 centímetros, o que corresponde a 0,07% da sua capacidade total.

Tanto a lei federal 9.433/1997, conhecida como "Lei das Águas", quanto a lei estadual nº 14.844/2010, que instituiu a Política Estadual de Recursos Hídricos no Estado do Ceará, estabelecem que, "em situações de escassez, o uso prioritário dos recursos hídricos é o consumo humano e a dessedentação de animais".

Por isso, as decisões do Conselho consideram que o Ceará vem passando por um período de estiagem desde 2012, obrigando o Governo do Estado a expedir, em outubro de 2015, ato que declara Situação Crítica de Escassez Hídrica e que está vigente até hoje, bem como "a situação crítica" atual de armazenamento nos reservatórios do Sistema Integrado Jaguaribe-Região Metropolitana, conforme avaliação da Cogerh.

Menos dependente

Apesar da suspensão, a Grande Fortaleza já havia se tornado menos dependente do Castanhão desde o ano passado, quando as águas do açude passaram a responder por cerca de 10% da água que chega à Capital.

A região é suprida pelos 22 reservatórios da Bacia Metropolitana, cujos principais açudes são o Pacoti, o Pacajus, o Riachão e o Gavião. Atualmente, os quatro mananciais estão com 9,22%, 17,79%, 34,24% e 85,29% de capacidade preenchida, respectivamente.

Além disso, para diversificar as fontes hídricas, o Governo do Estado tem investido em poços, adutoras, Eixão das Águas e Canal do Trabalhador; no reúso da lavagem dos filtros da Estação de Tratamento de Água (ETA) Gavião, em ações de combate a fraudes na rede de distribuição, na retirada de vazamentos e na escavação de poços em equipamentos públicos.

 

diariodonordeste


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você acha que deve haver leis mais duras para quem agride animais no Brasil?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor