Quarta-feira
19 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Zagueiro

´Ficou me chamando de macaco´, diz Digão sobre racismo contra Defensor

Em 29/08/2018 às 14:45
Compartilhar
Digão foi vítima de racismo durante partida contra Defensor (URU) (Foto: Reprodução/ Terra)

O Fluminense se classificou para as oitavas de final da Copa Sul-Americana após eliminar o Defensor (URU), mas um jogador especifico precisou de muito sangue frio antes de ser um dos heróis da vitória. O zagueiro Digão revelou que foi vítima de racismo por parte da equipe uruguaia no jogo de ida do torneio e chegou a ser chamado de macaco por um adversário.

- Ele ficou o jogo inteiro me chamando de macaco, é normal. Fiz o gol e mandei um coração para ele. Ele queria agredir. Nem adianta falar com o árbitro - afirmou Digão ao programa "Jogo Sagrado", da Fox Sports.

Digão foi responsável por marcar um dos gols que deu a vitória ao Tricolor na partida disputada no Maracanã, ainda pela partida de ida do torneio. Na próxima rodada, a equipe terá pela frente o Deportivo Cuenca (EQU). O Fluminense volta a entrar em campo no próximo domingo pelo Campeonato Brasileiro para enfrentar o São Paulo.

Terra

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira