Mundo
Em carta
Secretário de Bento XVI diz que acusação contra Papa é ´fake´
Compartilhar

Cardeal italiano acusa Francisco de acobertar abusos sexuais (Foto: Reprodução/ Notícias ao Minuto)

Em 31/08/2018 às 07:45
Publicidade

O secretário pessoal do papa emérito Bento XVI afirmou nesta quinta-feira (30) que as declarações contidas na carta revelada pelo arcebispo italiano Carlos Maria Viganò, na qual acusa a Igreja Católica de ter acobertado crimes de abuso sexual cometidos pelo cardeal Theodore McCarrick, são "Fake News".

"O papa Bento XVI não comentou o ´memorando´ do arcebispo Viganò e não o fará", disse o monsenhor Georg Gaenswein à ANSA. O documento de 11 páginas, divulgado no dia 25 de agosto, é uma "mentira". "Confirmo com firmeza o que já disse sobre isso", acrescentou.

Publicidade


Para Gaenswein, qualquer relato sobre Bento XVI ter conhecimento da declaração de Viganò "não tem qualquer fundamento".

O arcebispo italiano, ex-núncio apostólico em Washington, nos Estados Unidos, acusou o papa Francisco de ter ignorado crimes de pedofilia cometidos pelo cardeal norte-americano. De acordo com a imprensa italiana, a denúncia foi uma espécie de vingança de Viganò porque ele não foi feito cardeal por Joseph Ratzinger e não subiu na hierarquia católica durante o pontificado do argentino. O arcebispo, por sua vez, nega que seja uma vingança.

Publicidade


NoticiasaoMinuto


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você anda usa telefone fixo em casa?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor