Economia e Negócios
Câmbio
Dólar oscila em patamar de R$ 4,16 por cautela com emergentes e eleição
Em 05/09/2018 às 13:45

Moeda também ganhava força em meio a temores de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, possa intensificar a guerra comercial com a China (Foto: Reprodução/ Notícias ao Minuto)

Compartilhar

O dólar oscila ante o real nesta quarta-feira (5), em mais um dia de cautela de investidores com países emergentes somada a expectativas sobre o cenário eleitoral brasileiro.

O dólar comercial abriu em alta a R$ 4,18, chegando a atingir R$ 4,186. Na mínima, no entanto, caiu para R$ 4,151. Às 13h (horário de Brasília), avançava 0,14%, cotado a R$ 4,161.

Das 24 divisas emergentes, 13 se desvalorizavam em relação à moeda americana.

"Após Argentina, Turquia e África do Sul, agora a Indonésia também entra no radar do mercado", escreveu o estrategista de multimercados da gestora Icatu Vanguarda, Dan Kawa. "Tudo isso é apenas sintoma do mesmo problema, ou seja, a redução global de liquidez."

A rúpia caiu para o seu nível mais fraco desde a crise financeira asiática de 1998, fechando em 14.930 por dólar nesta sessão. As ações caíram a mínimas em quase dois anos e os preços dos títulos também recuaram.

É o rand sul-africano, no entanto, que lidera as perdas (-1,27%). A África do Sul entrou em recessão no segundo trimestre pela primeira vez desde 2009, após a agência de estatísticas do país informar que a economia contraiu 0,7% no segundo trimestre.

O dólar também ganhava força em meio a temores de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, possa intensificar a guerra comercial com a China ao impor tarifas sobre mais importações chinesas.

"Amanhã termina o prazo da consulta pública que Donald Trump colocou para ver se vai ampliar as tarifas chinesas, o que pode gerar um impacto adicional de US$ 200 bilhões sobre os chineses", observou a Guide Investimentos em relatório.

Os principais mercados acionários da Europa operam em forte baixa. Em Frankfurt, o índice DAX cai 1,39%, enquanto em Londres a baixa do FTSE 100 é de 1%.

Em Wall Street o viés também é negativo. O Dow Jones, principal de Nova York, oscila muito e agora ronda a estabilidade. O S&P 500 recua 0,54%, e o índice de tecnologia Nasdaq, 1,22%.

Apesar da maior aversão a risco no exterior, a Bolsa brasileira conseguiu se estabilizar em alta. O Ibovespa, índice que reúne as ações mais negociadas, avançava 0,61%, a 75.168,63 pontos.

O movimento é impulsionado pela disparada da Suzano (+7,48%), após a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) rejeitar pedidos para interromper o prazo de convocação de um assembleia de acionistas da Fibria para avaliar, entre outras propostas, fusão entre as companhias.

Internamente, o cenário eleitoral segue no radar dos investidores.

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, integrantes da cúpula do PT afirmam que a conversa de Lula com seu vice Fernando Haddad na carceragem da Polícia Federal, na segunda (3), foi conclusiva, e o partido deve anunciar a troca oficial de candidato em Curitiba, onde Lula está preso, na próxima terça-feira (11).

O ex-presidente teve sua candidatura barrada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na madrugada do último sábado (1º) com base na Lei da Ficha Limpa.

Na decisão, a Justiça deu até o dia 11 para o PT escolher um substituto para a cabeça de chapa.

Com a mudança no cenário, a divulgação de pesquisas eleitorais previstas para esses dias foram postergadas.

O Ibope fez uma consulta ao TSE após realizar uma "adequação" que retirou da pesquisa o cenário com Lula. E o Datafolha, que divulgaria levantamento nos próximos dias, resolveu suspendê-lo e fazer outro para publicar na próxima segunda-feira.

A equipe da corretora Mirae avaliou em nota a clientes que a não divulgação das pesquisas são fator de preocupação.

O temor do mercado é sobre a capacidade de Lula, que vinha liderando as pesquisas de intenção de voto, transferir votos para Haddad.

NoticiasaoMinuto

Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Qual tipo de notícia regional você quer acompanhar com mais frequência no Site Miséria?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor